Celebrações da Semana Santa em Maringá vão ser fechadas e transmitidas pela internet

Por: - 3 de abril de 2020
Celebrações da Semana Santa serão privadas, sem presença de fiéis/ Lethícia Conegero

A celebração da Páscoa é para os cristãos o ponto alto do no ano litúrgico. Na sexta-feira (20/3), o Vaticano publicou um decreto que orienta as paróquias em como agir em questão das festividades em tempo de coronavírus.

Conforme a situação de cada diocese, o bispo escolhe como proceder as celebrações. Em Maringá, foi decidido que os ritos da páscoa serão fechados e transmitidos pela internet.

A decisão foi comunicada pelo Administrador Apostólico, Dom João Mamede. Somente poderão participar das celebrações presenciais da Semana Santa padres e diáconos.

Como cada paróquia deve ter a própria transmissão pela internet, Mamede pede que, se possível, os fieis acompanhem a transmissão específica de cada paróquia.

Aos que não puderem acompanhar as lives nas redes sociais, o diácono Marcus Geandré orienta que canais abertos de televisão, como a Rede Vida e TV Aparecida, também transmitem as celebrações.

“Nós estamos vivendo uma situação um pouco diferente nesses dias. Por isso é muito importante que você prepare o ambiente para ver as celebrações. A gente não deve somente assistir, a gente deve verdadeiramente participar da celebração” recomenda o diácono.

Para Geandré, o momento da missa deve ser vivido em família e com muita atenção. “Não é momento para fazer outras atividades como lavar louça, arrumar a casa ou lavar a roupa”, recomenda.

O diácono também pede que na medida do possível os fiéis acompanhem o rito da celebração. “Se na missa os padres estão em pé, fique em pé. Se é momento para ficar sentado, que você também fique sentado. Hora de ajoelhar, ajoelhe também.”

A abertura da Semana Santa é marcada pela tradicional Missa de Domingo de Ramos. A celebração é dividida em duas partes. Uma das partes começa fora das igrejas, onde os fiéis seguem em procissão com o ramo nas mãos. A outra, é celebrada na parte interna, onde é recordado a paixão de Jesus.

“Como estamos celebrando de maneira privada não tem como acontecer a parte dos ramos. Por isso, se possível, pegue um ramo, celebre a missa de domingo com ele e depois coloque ele no portão ou na janela do apartamento. Será um simbolo que essa casa está participando das celebrações da Páscoa”, orienta Geandré.

A respeito da tradicional Coleta Nacional da Solidariedade, marcada pela Campanha da Fraternidade no fim da quaresma, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), marcará uma nova data para ser recolhida.

Todas as doações dessa ocasião são destinadas à CNBB. A organização aplica integralmente os recursos recebidos na proposta defendida pela Campanha da Fraternidade. Neste ano, o tema é “Fraternidade e vida: dom e compromisso”.

O ápice da Semana Santa é o chamado tríduo pascal. Diferentemente do que muitos pensam, a Páscoa é celebrada pela Igreja Católica em três dias. Na quinta-feira santa, com a Missa da Santa Ceia, na sexta-feira, com a celebração da Paixão e Morte de Jesus, e a Vigília de sábado, que prossegue até a madrugada do domingo.

Este ano, por se tratar de uma celebração privada, a missa de quinta-feira santa não terá o rito do lava-pés. Na sexta-feira da paixão, as recomendações da igreja continuam as mesmas. Na medida do possível, resguardo, jejum e abstinência de carne vermelha devem ser praticado pelos fiéis.

Ainda na Sexta-feira Santa, os fiéis católicos celebram a adoração da cruz. O símbolo dos cristãos é adorado por meio de um beijo. É de costume que todos beijem a mesma cruz durante a celebração presencial, neste ano, a recomendação é que cada um tenha um crucifixo na própria casa e siga as orientações de cada celebrante

A Vigília Pascal de sábado não terá o rito do fogo ou da luz. Na celebração pós por-do-sol, o círio pascal já estará acesso. Após a homilia, também não haverá a benção da água, que será feita em outro momento ao longo do ano.

A profissão de fé, onde os adultos reconhecem e assumem a fé católica, continuará sendo realizada na celebração de sábado. Para bem celebrar esse momento, o diácono Marcus Geandré orienta que os fieis devem ter uma vela para bem celebrar esse momento.

O domingo de páscoa será celebrado como de costume, sem mudanças no rito eucarístico. Todas as celebrações serão transmitidas pelas redes sociais da Arquidiocese de Maringá e da Catedral de Maringá.

Celebrações da Semana Santa na Catedral de Maringá

  • Domingo de Ramos na Paixão do Senhor (5/4) – Santa Missa às 9h30.
  • Segunda (6/4), Terça(7/4) e Quarta-feira Santa(8/4) – Santa Missa às 19h.
  • Quinta-feira Santa da Ceia do Senhor (9/4) – Santa Missa às 19h30. Após a Missa, Vigília Eucarística até 21h30.
  • Sexta-feira Santa Vigília Eucarística (10/4) – Santa Missa das 9h às 10h.
  • Sexta-feira Santa Paixão e Morte do Senhor (10/4) – Santa Missa às 15h.
  • Sábado Santo Vigília Pascal na Noite Santa (11/4) – Santa Missa às 19h30.
  • Domingo da Páscoa na Ressurreição (12/4) – Santa Missa às 9h30.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.