Sociedade Rural cancela solenidade de lançamento, mas mantém Expoingá 2020. Veja outras medidas adotadas em Maringá

Por: - 17 de março de 2020
Sociedade Rural de Maringá mantém, até o momento, a realização da Expoingá 2020 em maio / Divulgação

Órgãos públicos e segmentos da sociedade civil organizada e da iniciativa privada em Maringá anunciaram medidas para prevenir a transmissão do coronavírus. Após a prefeitura suspender eventos com mais de 25 pessoas por 30 dias, a Sociedade Rural de Maringá (SRM) decidiu cancelar a solenidade de lançamento da Expoingá 2020, marcada para 27 de março.

Apesar do cancelamento, a SRM informou que, por enquanto, a Expoingá 2020, marcada para ocorrer entre 7 e 17 de maio, está mantida. Em comunicado divulgado nesta terça-feira (17/3), a Sociedade Rural afirmou que vai acompanhar as orientações oficiais no controle do coronavírus.

A Câmara de Maringá também adotou medidas para prevenir a transmissão da doença. Entre as ações, fica suspensa por 30 dias, a partir de quarta-feira (18/3), a presença de público externo nas sessões. Apenas vereadores, servidores e profissionais da imprensa poderão ficar no plenário

Na portaria publicada na tarde de segunda-feira (16/3), o presidente da Câmara, Mário Hossokawa (PP), cancelou as reservas que já foram feitas e suspendeu as novas para uso dos plenários da Câmara por 30 dias a partir desta terça-feira (17/3). As homenagens também ficam suspensas por 30 dias a partir desta terça-feira.

O texto recomenda que os atendimentos em gabinetes sejam feitos presencialmente via internet ou telefone. O objetivo é evitar a circulação de pessoas no prédio da Câmara de Maringá.

A Cocamar também anunciou medidas para reduzir a propagação do coronavírus. A cooperativa cancelou viagens e a participação de cooperados e colaboradores em eventos ou treinamentos para evitar aglomeração de pessoas. Os eventos organizados pela Cocamar estão sendo avaliados, prorrogados e até mesmo suspensos.

Os colaboradores que voltarem de locais com grande quantidade de casos de coronavírus deverão realizar trabalho remoto por 7 dias. A mesma orientação vale para os colaboradores que, mesmo fora do grupo de risco, apresentarem qualquer sintoma da doença.

As reuniões da cooperativa deverão acontecer via videoconferência e outros meios digitais. Não será permitida a entrada de visitantes nas dependências da Cocamar. A cooperativa também informou que vai intensificar a higienização com álcool de todas as unidades de atendimento, sede administrativa e complexo industrial.

O Maringá Futebol Clube informou na manhã desta terça-feira (17/3) que vai paralisar as atividades no centro de treinamento do clube como medida de prevenção para combater a transmissão do coronavírus.

Por meio de nota, a diretoria do clube afirmou que a decisão de suspender os treinos acompanha a definição de segunda-feira (16/3) sobre a paralisação do Campeonato Paranaense da primeira divisão.

O Maringá FC informou que os atletas poderão fazer treinamentos individuais em locais fora do Centro de Treinamento do clube, que não tenham aglomeração de pessoas, seguindo os devidos cuidados. “Não haverá, no entanto, treinamentos coletivos. A orientação do clube é para que os atletas evitem viagens, principalmente de avião, durante este período.”

As categorias de base, tanto atletas como comissões técnicas, serão liberadas. Na área administrativa, o Maringá FC anunciou que vai trabalhar de forma parcial presencial e remota, liberando o setor de forma gradativa de acordo com a necessidade.

Veja outras medidas de combate ao coronavírus em Maringá

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.