Secretaria de Cultura abre inscrições para 36 monitores voluntários para 5ª Flim. Inscritos ganharão certificado pelas horas de serviços prestados

23 de outubro de 2018
Escritora Thalita Rebouças esteve em Maringá neste mês na Pré-Flim (Imagem/PMM)

A secretaria de Cultura (Semuc) abriu inscrições para quem deseja trabalhar como monitor voluntário durante a 5ª Festa Literária de Maringá (Flim), que será realizada entre os dias 21 e 25 de novembro. Os 36 voluntários prestarão serviço durante quatro horas por dia no período que tiverem disponibilidade. Eles ainda ganharão certificado pelas 24 horas de serviços voluntários.

A inscrição pode ser feita por meio do preenchimento de um formulário eletrônico até 16 de novembro ou até que as vagas sejam preenchidas. Depois da inscrição, a Semuc entrará em contato com o candidato para marcar o treinamento que será oferecido pela secretaria. A data do treinamento ainda não foi definida, mas a formação deve ocorrer pelo menos três dias antes do evento.

De acordo com o diretor de cultura, Francisco Pinheiro, os monitores voluntários estarão em contato com os autores e visitantes da Flim. Entre as atividades desenvolvidas, estão a recepção dos vistantes, acompanhamento de turmas, organização dos auditórios e ambientes, recepção de convidados, entre outras atividades que serão determinadas pela Semuc.

A ideia, de acordo com Pinheiro, é distribuir para os participantes a função que eles mais se identifiquem. “Quem participar de um evento desse só sai ganhando. Não tem pagamento financeiro, mas é uma experiência muito grande para quem participa”. Segundo o diretor de Cultura, essa é a primeira vez que a Semuc abre um edital de chamamento público para selecionar monitores voluntários para a Flim.

Qualquer pessoa a partir de 16 anos pode se inscrever como monitor voluntário. Porém, a expectativa é que a maioria das inscrições sejam de estudantes do ensino superior. “Tem muita gente que faz cursos de Letras e Turismo e precisam dessas horas. Além disso, é uma forma dessa pessoa ter contato com um evento de grande porte e receber uma certificação”, disse Pinheiro.

Como a atividade é um trabalho voluntário, os inscritos não terão nenhum vínculo empregatício com a secretaria e não receberão nenhuma quantia financeira pelo serviço prestado. A secretaria de Cultura oferecerá lanche para os voluntários que estiverem trabalhando no evento.

Programação será fechada até quinta-feira

Francisco Pinheiro informou que a secretaria deve fechar a programação da Flim até quinta-feira (25/10). Entre as novidades que já foram divulgadas, está o local da festa literária. A Flim deixa de ser realizada na Praça da Prefeitura e irá para a Travessa Jorge Amado, em frente ao Mercadão de Maringá. Entre os nomes confirmados estão Fabrício Carpinejar e Arnaldo Antunes.

Enquanto a Flim ainda não começa, os ansiosos podem participar da Off Flim. Nesta quinta-feira (25/10) os autores Marco Cremasco e Daniela Arbex participarão do bate-papo “A não ficção pede espaço nos livros”, na Livraria Curitiba do Shopping Maringá Park. A discussão será mediada pelo jornalista Victor Simião.