Flim 2018 muda de local, de curadoria e já confirmou cinco nomes, entre os quais Thalita Rebouças, Fabrício Carpinejar e Arnaldo Antunes

Por: - 30 de agosto de 2018
Prefeitura de Maringá

A 5ª Festa Literária Internacional de Maringá (Flim) promete nomes de peso na edição 2018. Escritores premiados e que costumam estar presentes na mídia brasileira devem participar do evento. Nomes como Arnaldo Antunes, Thalita Rebouças, Fabrício Carpinejar e Carola Saavedra estão confirmados e a Flim vai se tornando conhecida no país.

A festa será realizada dos dias 21 a 25 de novembro. A mudança do local das atividades é uma das novidades. Deixa de ser realizada na Praça da Prefeitura e vai para a Travessa Jorge Amado, em frente ao Mercadão, e ao lado do estádio Willie Davids, na Vila Olímpica.

A mudança, segundo o secretário municipal de Cultura, Miguel Fernando, se deu pela falta de movimento noturno: “Identificamos que na praça onde acontecia o evento no ano passado quase não tinha vida noturna. No novo espaço há bastante movimento, gerado tanto pela gastronomia, como pelas universidades localizadas na região”.

“Além disso – acrescenta o secretário -, está bem mais perto do terminal rodoviário, o que facilita o acesso”. Outra mudança é a curadoria. Em 2017, a assessoria foi feita pela Câmara Brasileira de Livros (CBL) e agora é feita pelo jornalista e escritor Rogério Pereira.

“Rogério tem uma vasta experiência no campo literário e na organização de eventos. Tem muitos relacionamentos com escritores de todo o país e vai conseguir contribuir bastante com a Flim 2018”, afirma Miguel Fernando.

Um auditório em formato de arena e uma lona de circo com atividades voltadas para o público infantil também são novidades. O objetivo da prefeitura é que a Flim também possa atrair visitantes de outras cidades.

“A Festa é um projeto artístico cultural. É um coroamento de uma série de atividades literárias realizadas na cidade. Estamos tratando a Flim como um projeto cultural e também como um produto turístico”, explica Miguel Fernando.

A Flim tem crescido e vem conquistando projeção nacional no mundo literário nos últimos anos. A cada edição, o evento ganha mais prestígio. A Flim 2017 contou com grandes nomes da literatura brasileira, como Gero Camilo e Antônio Nóbrega. A organização estima que cerca de 100 mil pessoas passem pelo evento.

Simultaneamente a Flim, também serão realizados o Festival Afro e a Semana do Hip Hop. O tema da Feira esse ano é Resistência. “O tema escolhido foi para que a Flim também seja um local de reflexão crítica e de análise social do Brasil contemporâneo, fazendo uma relação com o campo literário”, afirma o secretário.

Foram elencados cinco eixos principais de discussões: LGBT, Refugiados, Negros, Mulheres e Índios. Em setembro haverá a pré-Flim, evento que deve passar por todas as bibliotecas de Maringá e, em outubro, ocorre o lançamento da 5ª Festa Literária de Maringá com a sua patrona, Conceição Evaristo.

Ao todo, serão 31 autores nacionais, regionais e internacionais. Todos os autores foram escolhidos por uma comissão de 20 pessoas, com representantes da prefeitura e da sociedade civil, junto com o curador do evento. Veja os autores já confirmados.

1 – Arnaldo Antunes, o ex-Titãs

Confirmação de Arnaldo Antunes na FLIM 2018

Músico, poeta e compositor brasileiro, Arnaldo Antunes tem uma longa trajetória na música e na literatura brasileira. É conhecido por sua carreira junto a banda de rock nacional Titãs. Cursou faculdade de letras na Universidade de São Paulo (USP) e é autor de 20 livros. Já participou de programas de TV e filmes.

Arnaldo Antunes compõe juntamente com Marisa Monte e Carlinhos Brown o trio Tribalistas que foi sucesso nacional e internacional, chegando a ganhar o prêmio Grammy Latino de Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro em 2003. O trio retomou as atividades recentemente.

2 – Thalita Rebouças, “Fala sério, mãe!”

confirmação Thalita Rebouças na FLIM

Jornalista e escritora, Thalita Rebouças é autora de livros voltados ao público adolescente e coleciona sucessos. Entre eles o “Fala sério, mãe!” que já vendeu mais de 2 milhões de exemplares e teve seu texto adaptado para o filme “Fala sério, mãe!” em 2017 com Ingrid Guimarães e Larissa Manoela interpretando mãe e filha respectivamente.

Em 18 anos de carreira já publicou 20 livros. Thalita também já atuou em séries, filmes e programas de TV, e teve alguns livros adaptados também para peças de teatro. Em 2017 apresentou o programa “The Voice Kids” na Rede Globo.

3 – Fabrício Carpinejar, 43 livros editados

Confirmação Fabrício Carpinejar FLIM

Jornalista, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul,Fabrício Carpinejar é detentor de 20 prêmios literários. O escritor já publicou 43 livros entre poesias, crônicas, infanto-juvenis e reportagens.

Já participou de diversos programas de TV. Hoje participa do programa “Encontro com Fátima Bernardes” da Rede Globo. Carpinejar também participa de colunas em jornais e programas de rádio. Também é atuante nas redes sociais onde tem os famosos guardanapos digitais, onde escreve reflexões e compartilha com seus seguidores.

4 – Carola Saavedra, de “Flores Azuis”

Confirmação Carola Saavedra na Flim

Nascida no Chile, veio ao Brasil com apenas três anos de idade. Se formou em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Carola foi considerada um dos vinte melhores jovens escritores brasileiros pela revista Granta. Seus livros estão traduzidos em inglês, francês, espanhol e alemão.

Já teve seu livro “Flores Azuis” eleito como melhor romance em 2008 pelo Prêmio APCA. Em 2010 ganhou o Prêmio Rachel de Queiroz na categoria jovem autor com seu livro “Paisagem com dromedário”.

5 – Conceição Evaristo, a patrona da Flim

Confirmação Conceição Evaristo na FLIM 2018

Conceição Evaristo é a patrona da FLIM 2018. Com obras publicadas no Brasil e no exterior, a autora, de origem humilde, é muito respeitada no meio literário. É graduada em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mestre em literatura brasileira pela PUC-RJ.

A escritora é militante do movimento negro, com grande participação e atividade em eventos relacionais a militância política social. É forte candidata a ocupar a cadeira número 7 da Academia Brasileira de Letras (ABL), deixada pelo cineasta Nelson Pereira dos Santos e que está sendo disputada por 12 escritores.

Conheça o plano de expansão do Maringá Post. Você pode dominar a mídia online da sua cidade. Saiba mais.