Prédio do Cine Teatro Plaza é declarado de utilidade pública. Prefeitura de Maringá está disposta a pagar R$ 6 milhões na compra da parte privada do imóvel

Por: - 1 de junho de 2018
Prédio do Cine Plaza está interditado desde 2006 / PMM

O prédio do Cine Teatro Plaza foi declarado de utilidade pública. Mais precisamente, o decreto publicado pela administração municipal prevê a possibilidade de desapropriação amigável ou não de 68,74% do imóvel. Este é o porcentual da área de 1,6 mil m² que pertence à iniciativa privada. O restante do prédio é de propriedade do município.

Para ficar com todo o prédio, a Prefeitura de Maringá está disposta a pagar R$ 6 milhões aos vários proprietários. “Existe um proprietário que tem a maior parte e o restante é de vários proprietários. Vamos remanejar recursos e fazer o depósito o quanto antes”, afirma o secretário de Gestão, Rogério Calazans.

A medida é para garantir agilidade aos projetos do município para o Cine Teatro Plaza. Com o dinheiro à disposição, a prefeitura evita atrasos com eventuais ações judiciais que precisem ser interpostas para a desapropriação, caso algum dos proprietários não aceite a desapropriação amigável.

Em paralelo à aquisição, a prefeitura trabalha nos projetos de reforma do Cine Teatro Plaza. A previsão é aplicar cerca de R$ 1,5 milhão. “Para a área do auditório, temos um orçamento de pouco mais de R$ 1 milhão para a reforma”, diz Calazans. Para as outras salas, a expectativa é que a demanda de investimento seja bem menor.

O plano da prefeitura é reformar o espaço para que o Cine Teatro Plaza seja usado como sede da Secretaria Municipal de Cultura (Semuc), que hoje funciona no Teatro Calil Haddad.

“A Semuc precisa estar mais centralizada. Esta reforma também faz parte de um projeto mais completo e complexo para revitalizar toda a área do Eixo Monumental”, conta. Calazans se refere ao um concurso que será realizado pela Prefeitura de Maringá para definir um plano urbanístico de revitalização do Eixo Monumental.

O eixo inclui a praça da prefeitura, a Avenida Getúlio Vargas, a Praça Raposo Tavares, o terreno da antiga rodoviária, o novo terminal intermodal, a praça do obelisco, o calçadão ao lado do Mercadão Municipal e toda a Vila Olímpica.

Cine Teatro Plaza é parte da memória de Maringá

O local foi sede de um dos mais conhecidos cinemas de rua do Paraná, em operação desde o final da década de 1960, com a exibição de grandes clássicos, como “Bonnie e Clyde”. Em 1972 foi inaugurado oficialmente, com capacidade para 800 pessoas.

Parte do imóvel foi comprado pela prefeitura em 1990, quando passou a ser chamado Cine Teatro Plaza. Além dos filmes, passou a receber congressos, palestras, apresentações teatrais e foi palco do Festival de Música Cidade Canção (Femucic).

Em 2003, foi feita a última reforma no palco e no auditório. Mas desde 2006, o auditório do Cine Teatro Plaza e as salas nos andares superiores foram interditadas por determinação do Corpo de Bombeiros.

Em 2014, ainda como presidente da Câmara de Maringá, Ulisses Maia (PDT) promulgou a lei que declarava o prédio como utilidade pública. A reforma imediata do espaço é parte da campanha eleitoral de 2016.