Assinatura

Como seria Maringá sem uma mídia crítica e independente?

Como seria Maringá sem uma mídia
crítica e independente?

Ajude-nos a financiar os altos custos de nosso jornalismo investigativo, de prestação de serviços, com notícias sobre negócios e com a efetiva fiscalização do poder público para detectar casos de corrupção em nossa comunidade.

Assine agora e tenha acesso ilimitado ao conteúdo de Negócios, Poder, Guias, Cidade e Light.

Opções de assinatura

Assine Já

Ilimitado Posts

Ilimitado Posts

Tire dúvidas sobre assinaturas pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone/WhatsApp (44) 99141-6868.

Em menos de um ano já produzimos dezenas de reportagens investigativas
importantes para nossa comunidade. Confira alguns de nossos conteúdos
premium:

Queremos produzir mais matérias como estas e dependemos da
sua ajuda

Queremos produzir mais matérias como estas e dependemos da sua ajuda

Conheça os principais nomes por trás das notícias do Post

Murilo Gatti - Editor-Chefe

Murilo Gatti
Editor-Chefe

É formado em jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Em 2000, começou a carreira com passagem, entre outros, pela Folha de Londrina e TV Tarobá (Band). Antes, teve experiência como cinegrafista na TV Cultura de Rolândia e como editor de imagens em documentários. Durante a faculdade, fez estágio na Rádio Universitária da UEL. Depois de formado, participou de um programa de Trainee na RPC de Londrina. Na internet, escreveu por mais de um ano no site Bonde, entre 2001 e 2002. Como empreendedor, foi um dos fundadores do Jornal de Rolândia, semanário impresso que persiste até hoje. Ainda em Rolândia, participou de três campanhas políticas municipais, com envolvimento na produção de conteúdo para os candidatos.

A partir de 2005, em Maringá, trabalhou por dez anos como repórter no jornal O Diário. Realizou reportagens especiais e conteúdo para as editorias de política, economia e cidades. No período, aprimorou a habilidade para escrever sobre temas jurídicos, políticos e de administração pública. Neste período, fez diversas reportagens para a Revista da ACIM.

Atualmente é editor-chefe do programa Tribuna da Massa, principal noticiário da TV Tibagi (Rede Massa) apresentado por Eduardo Santos. Nesta última empresa, atuou por três anos como repórter e cinco anos como produtor de conteúdo, quando foi convocado para assumir a direção do programa.


Walter Tele - Editor

Walter Tele
Editor

Foi editor-chefe de O Diário do Norte do Paraná (Maringá) por mais de cinco anos, empresa da qual se desligou em outubro de 2016. Iniciou sua carreira no O Adamantinense, interior paulista, em 1977, como cronista e, posteriormente, repórter.

Veio para o Paraná estudar Comunicação Social na Universidade Estadual de Londrina (UEL), o que fez de julho de 1979 a dezembro de 1985. Nesse período foi repórter da Cooperativa de Jornalistas do Paraná, que, entre outros títulos, editava o jornal Paraná Repórter. E chegou a editor de área e colunista político da Folha de Londrina.

Nos anos seguintes trabalhou na sucursal londrinense da Tribuna da Cidade (Apucarana -PR), onde nasceu o projeto do Jornal de Londrina (JL), e prestou frequentes serviços para o Jornal do Brasil (RJ). Também participou de reportagens especiais de importantes veículos nacionais e internacionais, como as revistas Visão e Veja, e o jornal The Telegraph (Reino Unido).

Depois de quatro anos (1989 a 1994) como assessor de imprensa da Prefeitura de Foz do Iguaçu (PR), o que lhe possibilitou conhecer mais a fundo os trâmites administrativos e legais dos poderes públicos, retornou a Londrina para integrar a equipe do JL, inicialmente como repórter político, quando passou a se dedicar de forma mais intensa ao jornalismo investigativo e teve a oportunidade de publicar com exclusividade contundentes denúncias de corrupção por parte de gestores municipais. Com a venda do JL para a Rede Paranaense de Comunicação (RPC) foi promovido a editor de abertura e colunista político.

Mudou-se para Maringá em julho de 2005 para compor a Redação de O Diário.

Perguntas Frequentes

Posso ler o conteúdo do site de graça?

O que é uma assinatura do Maringá Post? O que eu recebo ao assinar?

Por que somente as seções de Negócios, Poder, Guias, Cidade e Light são bloqueadas?

Como é feita a cobrança?

Qual a política de cancelamento​​​​​?