Ricardo Barros reafirma que vai concorrer ao Senado no caso de “eventual cassação” de Sergio Moro

Ricardo Barros
Compartilhar

Nesta terça-feira (1), o deputado federal licenciado e secretário de Indústria e Comércio do Paraná, Ricardo Barros (PP), voltou a declarar que pretende concorrer ao senado caso o atual senador Sergio Moro (União Brasil) seja cassado e haja uma eleição suplementar.

Em suas redes sociais, Barros afirma que já consultou a Executiva Estadual de seu partido e recebeu apoio. Confira a publicação a seguir:

“Na reunião da bancada federal do Progressistas em Brasília, reafirmei que concorrerei ao senado pelo Paraná caso haja eleição suplementar em função da eventual cassação do senador Moro. Já consultei a executiva estadual e recebi apoiamento”, escreve.

Ricardo Barros já havia confirmado a decisão de concorrer ao senado em 27 de junho de 2023. Durante uma entrevista na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), ele disse:

“Eu já conversei com o partido, na reunião da executiva, coloquei o meu nome à disposição e, havendo a eleição suplementar, vou disputar a vaga do Senado Federal para poder representar o Paraná no Congresso e trazer resultados, como eu sempre digo, faço política de resultados.”

O senador e ex-juiz da lava-jato, Sergio Moro, é alvo de, ao menos, dois pedidos de cassação. Ele é acusado de abuso de poder econômico durante a campanha que o elegeu para o Senado, em 2022.

O PL e a Federação Brasil Esperança (PT, PCdoB e PV) moveram ações na Justiça Eleitoral pedindo a cassação de Moro por gastos irregulares ainda durante a pré-campanha, quando era filiado ao Podemos.

Foto: Reprodução / Redes Sociais


Compartilhar