Jovem suspeito de matar namorada com tiro no peito tem prisão preventiva decretada

Compartilhar

A Justiça determinou a prisão preventiva de um jovem, de 19 anos, suspeito de matar a namorada com um tiro no peito. O caso aconteceu na última segunda-feira (27), em Arapongas (cerca de 60 km de Maringá).

A vítima, identificada como Alanis Hazielly Corniani, tinha 18 anos e foi morta dentro da própria casa. O namorado confessou o crime e afirmou que o tiro foi acidental.

Em seu depoimento, o suspeito relatou que a arma pertence ao pai dele. Ele disse, ainda, que estava com a arma para evitar que os pais usassem o equipamento em uma briga.

“Coloquei a arma no sofá e disse: ‘Amor, agora vou descarregar porque ela está engatilhada’. Na hora que peguei pra tirar as munições, elas não estavam vindo. Aí puxei pro meu peito, e foi nessa hora que aconteceu o disparo. Nunca tinha mexido nessa arma. Essa foi a primeira vez”, afirmou.

O jovem relatou ao delegado que tentou levar Alanis para o hospital, que fica perto da casa, mas foi convencido pela prima da vítima a aguardar a chegada de uma ambulância.

RELATO DE TESTEMUNHA

Segundo a prima da vítima, que presenciou o crime, o rapaz estava brincando com a arma e acabou atirando contra a namorada. Em seguida, ele teria tentado convencê-la a mentir à polícia e dizer que houve um assalto na casa.

Foto: Polícia Civil / Reprodução 


Compartilhar