Câmara de Umuarama cria comissão para investigar desvios na Saúde

Segundo o MP, o volume de dinheiro supostamente desviado seria suficiente para vacinar toda a população de Umuarama contra a covid-19

13 de maio de 2021
ex-secretária
Os agentes cumpriram mais de 60 mandados de busca e prenderam sete pessoas Foto: O Bemdito

A Câmara Municipal de Umuarama aprovou por unanimidade a instauração de uma Comissão Especial de Inquérito para investigar o suposto esquema de desvio de dinheiro do Fundo Municipal de Saúde denunciado pelo Ministério Público.

A denúncia resultou na Operação Metástase, desencadeada no dia 5 deste mês pelo Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria).

Durante a operação, sete pessoas foram presas e a secretária de Saúde de Umuarama afastada do cargo.

De acordo com as autoridades, cerca de R$ 19 milhões foram desviados do Fundo Municipal de Saúde. Parte do dinheiro desviado teria sido usada na construção de uma casa em Porto Rico, no Rio Paraná.

 

Composição sai na terça

Todos os vereadores de Umuarama concordaram com a necessidade de se fazer a investigação e assim foi protocolado requerimento único pedindo a instauração da comissão.

A instauração acontecerá na sessão da próxima segunda-feira, 17, e no dia seguinte os vereadores se reúnem novamente para definir a composição da comissão. Serão escolhidos presidente, relator e membro, além de dois suplentes.