Após exclusão, PDT volta atrás e confirma candidatura da professora Ana Lúcia Rodrigues

Por: - 14 de setembro de 2020
Ana Lúcia foi deixada de fora das eleições para a Câmara de Maringá, mesmo com vaga disponível no partido / CMM

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) voltou atrás e decidiu lançar a professora da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Ana Lúcia Rodrigues, como candidata a vereadora. A decisão deve ser comunicada pelo partido por meio de nota ainda nesta segunda-feira (14/9). 

Na sexta-feira (11/9), durante a convenção do partido, Ana Lúcia foi deixada de fora das eleições para a Câmara de Maringá, mesmo com vaga disponível. Os partidos políticos podem lançar até 23 candidatos. O PDT tinha escolhido 21 e rejeitado o nome de Ana Lúcia.

A volta da professora ao pleito foi acertada em reunião com o presidente do PDT em Maringá e vice-reitor da UEM, Ricardo Dias, na manhã desta segunda-feira. O vereador Odair Fogueteiro, candidato à reeleição pelo partido, confirmou a candidatura de Ana Lúcia em publicação nas redes sociais. 

Fogueteiro publicou uma foto ao lado de Ana Lúcia e Ricardo Dias e comemorou o retorno da professora à disputa. “PDT! Que festa fantástica! Professora Ana Lúcia, bem-vinda à disputa dos vereadores”, disse ele. A publicação foi apagada.  

Odair Fogueteiro confirmou a candidatura da professora em postagem nas redes sociais

Procurada, a professora disse que vai se manifestar após o pronunciamento oficial da sigla. O Maringá Post não conseguiu contato com o presidente do PDT, Ricardo Dias.    

A decisão de deixar Ana Lúcia de fora da disputa repercutiu nas redes sociais. A Rede Sustentabilidade e o atual prefeito, Ulisses Maia (PSD), saíram em defesa da candidatura de Ana Lúcia. 

O grupo Mais Mulheres No Poder e o Fórum Maringaense de Mulheres chegaram a organizar manifestação em frente à Câmara de Maringá no domingo (13/9). Uma petição online pelo direto à candidatura da professora reuniu mais de 500 assinaturas. 

Segue abaixo a nota oficial do partido sobre o caso da professora Ana Lúcia, que foi divulgada por volta das 15h30 desta segunda-feira (14/9).

“O Presidente da Comissão Provisória do PDT de Maringá, Ricardo Dias Silva, acolheu solicitação de reconsideração da decisão sobre a candidatura da Profa. Ana Lúcia Rodrigues a uma vaga para concorrer a vereadora nas eleições de 2020. Ambos se reuniram nesta segunda-feira (14/9). Ana reconheceu todo o processo legal da convenção do partido e o compromisso do presidente com a pauta das mulheres pedetistas. A decisão fortalece o bom trabalho que vem sendo feito pela executiva local, a chapa de vereadores/as e o movimento “Mais Mulheres no Poder – Maringá”, apoiado por ambos e do qual a professora é uma das principais protagonistas.”

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.