Na cerimônia das obras de restauração do Contorno Sul de Maringá, Ratinho Junior diz que viaduto do Catuaí não está descartado

Por: - 6 de fevereiro de 2019
Governador esteve nesta quarta-feira em Maringá para assinar ordem de serviço para obras no Contorno Sul / Murillo Saldanha

Na cerimônia de assinatura da ordem de serviço das obras de restauração do Contorno Sul de Maringá, o governador Ratinho Junior (PSD) afirmou que a construção dos viadutos de Iguatemi e do trevo do Shopping Catuaí, no entroncamento da BR-376 com a PR-317, não estão descartados. Foi a primeira visita de Ratinho Junior a Maringá.

Nos primeiros dias de mandato, o governador bloqueou 20% de todo o orçamento do Paraná. Em Maringá, além dos R$ 10,8 milhões para obras em rodovias, foram congelados recursos para obras e custeio da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e para o Hospital Universitário (HU) no valor de R$ 153 milhões.

Ratinho Junior disse que o contingenciamento dos recursos não significa que os projetos não serão executados. “Estamos analisando aquilo que é prioridade, claro que uma obra de viaduto é prioridade, mas aquilo que tiver prioridade nós vamos dar encaminhamento”, afirmou.

Segundo ele, este é o momento do governo “organizar a casa para que depois possa sobrar dinheiro para os investimentos”. A expectativa do governador é que até o carnaval alguns recursos bloqueados sejam liberados para dar sequência a obras pelo estado.

Ratinho Junior não deu prazo para que projetos específicos de Maringá sejam retomados. Além de verbas previstas para a UEM e o HU, foram bloqueados recursos para o viaduto da BR-376 no trevo do Shopping do Catuaí (R$ 5,2 milhões), duplicação da PR-317 entre Maringá e Iguaraçu (R$ 2 milhões), viaduto de Iguatemi (R$ 3,72 milhões) e viaduto na PR-323 com a PR-317 (R$ 1,9 milhão), esta última obra prevista no contrato de concessão da Viapar.

Também há bloqueios nos recursos que seriam destinados para obras de ampliação do Colégio JK (R$ 74,6 mil), construção do Centro de Educação Profissional (R$ 578 mil), construção da nova delegacia de Polícia Civil (R$ 1,3 milhão) e para a desapropriação do prédio do Hotel Bandeirantes (R$ 23 milhões), que teve o decreto anulado.

“Esses 20% de contingenciamento é o tempo de fazer uma revisão de todos os contratos para ver o que é prioridade. Muitos dos contratos que estamos avaliando é possível que sejam revistos, ampliados e até mesmo cancelados. Aquilo que é importante, como saúde, nós vamos atender”, disse Ratinho Junior.

Obras no Contorno Sul não resolvem todos problemas

Além de outros compromissos políticos na cidade, Ratinho Junior assinou nesta quarta-feira (6/2) a ordem de serviço para as obras de recuperação do Contorno Sul. A obra vai custar R$ 12,6 milhões, mas não deve resolver de forma definitiva todos os problemas do trecho.

Neste momento, será feita apenas uma recuperação emergencial do pavimento asfáltico com recomposição e com remendos profundos. Também será feito o recapeamento do pavimento existente, com a aplicação do Concreto Betuminoso Usinado à Quente (C.B.U.Q.) em área de 164,7 mil m², onde há previsão de aplicação de uma camada com espessura de 5 centímetros.

A recuperação do Contorno Sul inclui toda a avenida que faz a ligação da PR-317, na saída para Campo Mourão, com a BR-376, no limite com Sarandi. As obras serão feitas com recursos provenientes de convênio com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e devem ser concluídas em 270 dias.

Para acompanhar a solenidade nesta tarde, profissionais da imprensa, políticos e os convidados puderam sentir as dificuldades e os problemas no trecho. Segundo o prefeito Ulisses Maia (PDT), esses problemas só serão resolvidos com a construção de um novo contorno, promessa que ele fez aos moradores da região em novembro do ano passado.

“Essa rodovia aqui, por exemplo, foi feita sem sistema de drenagem de água, não tem galerias e por isso é muito difícil manter a qualidade do pavimento. Para resolver de forma definitiva, precisamos desenvolver um projeto com drenagem, galerias, fazermos pistas duplicadas e acostamento. Temos vários bairros que passam por aqui, então também são necessárias trincheiras e passarelas”.

De acordo com Maia, todos esses aspectos são contemplados pelo projeto executivo que está em desenvolvimento pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob). A previsão é que o projeto fique pronto em prazo de um ano. O custo das obras é estimado em R$ 200 milhões, mas a prefeitura ainda não tem esse dinheiro.



Operação da Corregedoria da Polícia Militar prende o tenente Ferelli do Corpo de Bombeiros de Maringá

De acordo com a Corregedoria da PM, o tenente solicitou R$ 1 mil para aprovação de um projeto. Outros casos são investigados.

Licitação do viaduto da rotatória do Shopping Catuaí de Maringá é fechada por R$ 23,7 milhões pelo DER

Projeto executivo prevê a implantação de dois elevados de 35 metros e alças de acesso. PR-317 vai ser rebaixada.

Expoingá anuncia 600 vagas e vai fazer seleção de temporários por meio de plataforma digital

O período de inscrições para as vagas temporárias vai ser aberto nesta terça-feira (16/4) e prossegue até domingo (21/4).

Grupo Morena Rosa anuncia compra da grife paulista Iódice e criação de 150 vagas de emprego

Grupo Morena Rosa opera com quatro marcas, Morena Rosa, Lebôh, Zinco e Maria Valentina.

Tem vaga de técnico mecânico na Rumo e de operador de telemarketing no Pam. Veja mais

Acesse a seção de Empregos do Maringá Post e confira todas as oportunidades anunciadas.

Operação da Corregedoria da Polícia Militar prende o tenente Ferelli do Corpo de Bombeiros de Maringá

De acordo com a Corregedoria da PM, o tenente solicitou R$ 1 mil para aprovação de um projeto. Outros casos são investigados.

Licitação do viaduto da rotatória do Shopping Catuaí de Maringá é fechada por R$ 23,7 milhões pelo DER

Projeto executivo prevê a implantação de dois elevados de 35 metros e alças de acesso. PR-317 vai ser rebaixada.

Expoingá anuncia 600 vagas e vai fazer seleção de temporários por meio de plataforma digital

O período de inscrições para as vagas temporárias vai ser aberto nesta terça-feira (16/4) e prossegue até domingo (21/4).

Grupo Morena Rosa anuncia compra da grife paulista Iódice e criação de 150 vagas de emprego

Grupo Morena Rosa opera com quatro marcas, Morena Rosa, Lebôh, Zinco e Maria Valentina.

Tem vaga de técnico mecânico na Rumo e de operador de telemarketing no Pam. Veja mais

Acesse a seção de Empregos do Maringá Post e confira todas as oportunidades anunciadas.

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS