Prefeitura de Maringá está disposta a gastar até R$ 3,6 milhões para terceirizar corte de 3,6 mil árvores em 2019

Por: - 16 de janeiro de 2019
Trabalho de corte de árvore / Divulgação PMM

A Prefeitura de Maringá vai terceirizar parte dos serviços de manejo da arborização da cidade. Por meio de licitação, que vai ter os envelopes abertos na quinta-feira (24/1), a administração municipal propõe pagar até R$ 3,62 milhões para o corte de 3,6 mil árvores em 2019.

Outros R$ 1,9 milhão vão ser destinados a serviços de poda de 5 mil árvores e tem mais R$ 1,3 milhão para fazer a desbarra de mais 5 mil árvores. A desbarra é a chamada poda leve, onde são eliminados galhos finos com a tesoura manual e a serra de mão.

No caso das podas, o serviço pode incluir galhos mais grossos e o trabalho é dividido em poda de formação, de manutenção e de limpeza. Por este trabalho de poda, a prefeitura está disposta a pagar até R$ 382 por árvore. Para a desbarra, o valor máximo é de R$ 260 por unidade.

Em relação à remoção de árvores, há três faixas de preços estipuladas dentro do processo licitatório. Para as de pequeno porte, o valor máximo previsto na licitação é de R$ 516. As de médio porte, de oito a 12 metros de altura, R$ 835, e as de grande porte, com mais de 12 metros de altura, R$ 1.420.

A contratação visa ao atendimento dos milhares de pedidos de corte e poda de árvores registrados na Secretaria Municipal dos Serviços Públicos. Desde setembro de 2018, a lista de prioridades para o corte de árvores em Maringá passou a ser divulgada nesta página da internet criada pela prefeitura.

Atualmente, há 3.573 árvores na relação, que inclui apenas aquelas que já foram vistoriadas por um engenheiro ambiental e receberam a autorização para o corte. Na fila, há outras milhares de árvores, algo em torno de 8 mil, que ainda precisam passar pela avaliação do profissional.

Das 3.573 árvores da lista há a seguinte separação:

  • Emergência 119 (risco de queda iminente / risco de vida)
  • Urgência 456 (risco de danos materiais graves)
  • Prioridade 1 487 (obras paradas devido à arborização / indenizações)
  • Prioridade 2 2511 (programação do setor de protocolos)

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.