PT nunca venceu eleição para presidente em Maringá, nem mesmo no auge de Lula. Se dependesse da cidade, Ciro Gomes estaria disputando com Bolsonaro

Por: - 25 de outubro de 2018

Nenhum candidato a presidente da República pelo PT venceu uma eleição em Maringá. Nem mesmo Luiz Inácio Lula da Silva, no auge da sua popularidade, em 2002, quando só não obteve a maior fatia dos votos em um pequeno Estado brasileiro. No Paraná, fez 59,22% dos votos válidos, mas em Maringá perdeu para José Serra (PSDB).

Naquele segundo turno, o tucano papou 82.238 votos na cidade (52%) e o petista 77.580 (48%). No primeiro turno nas eleições deste ano, Fernando Haddad (PT) nem foi o segundo mais votado em Maringá. Se dependesse dos eleitores do município, quem agora estaria disputando a presidência com Jair Bolsonaro (PSL) seria o cearense Ciro Gomes (PDT).

No primeiro turno, Bolsonaro recebeu os votos de 128.477 eleitores maringaenses (60,91% dos votos válidos), Ciro Gomes foi a opção de 23.279 (11,04%) e Haddad de 23.093 (10,95%). No entanto, no Paraná o petista paulistano também ficou na segunda posição, com 19,70% dos votos válidos, contra 56,89% dos votos conquistados pelo carioca.

Na reeleição de Lula, em 2006, quem venceu o segundo round no Paraná e também em Maringá foi Geraldo Alkmin (PSDB), que no primeiro turno deste ano ficou na sexta posição na cidade. Mas no segundo turno realizado há 12 anos, o tucano foi o escolhido de 104.352 eleitores maringaenses (60%) e o petista de 69.412 (39,9%).

Na última eleição presidencial, em 2014, quando Dilma Housseff (PT) foi reeleita, em Maringá ela recebeu 39,02% dos votos válidos, enquanto Aécio Neves (PSDB) ficou com os outros 60,98%. O mesmo ocorreu no Paraná, ou seja, o tucano foi mais votado que a petista: foram 3.765.025 votos para Aécio e 2.408.740 para Dilma.

No pleito anterior, a primeira mulher a ocupar o cargo mais importante do país também já havia sido derrotada na cidade. Em 2010, Dilma perdeu para outro tucano, o ex-governador de São Paulo José Serra. No segundo turno, Serra fez 116.774 votos (61,63%) e a ex-presidente 72.649 (38,36% dos 189.468 votos válidos).

Na noite do próximo domingo (28/10), os brasileiros saberão quem será o próximo presidente da República e como votaram os 276.073 eleitores maringaenses. Desse total de eleitores, 20.612 tiveram seus locais de votação alterados, porque 82 seções foram transferidas para outros locais de votação. Confira aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.