Segundo turno das eleições 2018 em Maringá tem previsão de menos filas. Com só dois nomes na memória, 934 urnas começam a receber votos às 8h de domingo

Por: - 25 de outubro de 2018
Montagem de Bolsonaro e Haddad divulgada pelo blog.flaviomarinho.com.br

Até 276.073 eleitores vão escolher um único nome neste domingo, no segundo turno das eleições 2018 em Maringá. Na memória das 934 urnas da cidade, só foram gravados os nomes de Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). O carregamento da imagem do escolhido tende a ser mais rápida e, com só uma escolha, o eleitor vai ficar menos tempo na cabine de votação. O resultado é uma previsão de menos filas.

Para quem não votou no primeiro turno das eleições de 2018, não há restrição para votar. Mas é preciso ficar atento, porque 82 seções foram transferidas para outros locais de votação. É que a cidade passou a operar com apenas três zonas eleitorais.

Dos 276.073 eleitores aptos a votar em Maringá, 20.612 foram remanejados. São 20 mudanças de locais por causa do redimensionamento e uma mudança por causa de reforma. É o caso da Escola Municipal Professor Renato Bernardi, em que os eleitores que deverão votar no CMEI Professora Ambrosina Fernandes Sales. Acesse aqui no Maringá Post os endereços dos locais de votação que foram alterados.

Você também pode consultar o local de votação pelo site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na hora de votar, é importante que, ao digitar o número do candidato na urna, o eleitor confira a foto do político antes de apertar a tecla confirma. Se perceber algum erro, pode apertar a tecla corrige e digitar o número novamente.

Outro detalhe importante para lembrar é que não adianta levar apenas o título de eleitor para votar. É preciso apresentar um documento com foto ou a versão digital do título pelo aplicativo e-Título. A votação começa às 8h e termina às 17h, do horário de Brasília.

Assim como ocorreu no primeiro turno das eleições, não haverá lei seca no domingo (28/10) no Paraná.

As 934 seções de Maringá estão distribuídas em 126 locais de votação. Há três zonas eleitorais: a 137ª é a maior, com 92.457 eleitores que vão votar em 291 seções distribuídas entre 32 locais de votação.

Em seguida vem a 66ª zona eleitoral, que tem 92.339 eleitores, 339 seções e 45 locais de votação. E a menor é a 192ª, que tem 49 locais de votação para receber 91.429 eleitores em 304 seções.

O maior local de votação é a Universidade Estadual de Maringá, com 7.243 eleitores e 27 seções. O menor é o Centro Municipal de Educação Infantil Winifred Ethel Netto, com 204 eleitores e uma seção.

Para operar as urnas e auxiliar os eleitores, são 4.292 mesários escalados. Eles vão se dividir em quatro funções: presidente, 1º mesário, 2º mesário e secretário. Os que não se apresentam para trabalhar estão sujeitos a multa a ser imposta pelo juiz eleitoral.

Os mesários não recebem qualquer pagamento, mas tem direito a auxílio alimentação e dois dias de folga para cada dia trabalhado nas eleições, 1º e 2º turnos.

O que o eleitor pode ou não no dia da eleição?

Os eleitores têm direito a manifestar as opções partidárias, mas devem fazê-lo da forma correta, sem infringir a lei eleitoral:

  • É permitida a manifestação individual e silenciosa do eleitor, ou seja, usar broche, adesivo, boné ou camiseta de um partido ou candidato, por exemplo. É proibida a aglomeração de eleitores com bandeiras ou camisetas de determinado candidato.
  • É proibido tirar “selfie” na urna. Isso pode configurar quebra do sigilo eleitoral, por isso o eleitor não deve levar para urna celular ou câmera fotográfica.
  • É permitido levar a famosa “cola” para lembrar os números dos candidatos escolhidos, inclusive o TSE disponibiliza uma versão para imprimir e usar no dia da eleição.
  • É proibido aceitar transporte ao local de votação, alimentação ou qualquer tipo de benefício por parte de partidos e/ou candidatos.

O eleitor pode baixar o aplicativo e-título para conferir os locais de votação e até usar como documento na hora de votar. E fica a recomendação do juiz eleitoral Frederico Mendes Júnior, “é importante o eleitor votar com responsabilidade”.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.