Grupo que apoiou Ana Lúcia Rodrigues no primeiro turno das eleições para reitor da UEM decide se somar à candidatura de Roberto Cuman

Por: - 28 de agosto de 2018
Professora da UEM, Ana Lúcia Rodrigues, que ficou em terceiro lugar no primeiro turno das eleições para reitor

O grupo que apoiou as professoras Ana Lúcia Rodrigues e Lilian Denise Mai (Chapa 1) no primeiro turno das eleições para reitor da UEM (Universidade Estadual de Maringá) se reuniu na noite de segunda-feira (27/8) e decidiu se somar à candidatura de Roberto Kenji Nakamura Cuman (Chapa 2). Também solicitou que suas propostas sejam incorporadas na campanha do segundo turno.

Ana Lúcia disse que “para ser coerente com o ‘Movimento UEM Em Frente’ optamos pela chapa de oposição à atual gestão, pois o que vi na campanha, percorrendo toda a universidade, foi uma situação de total abandono do campus sede e dos seis campi regionais e um profundo descaso com os servidores, em especial os técnico-administrativos”.

Um documento assinado por Ana Lúcia e Lilian Mai foi entregue a Roberto Cuman contendo a decisão da reunião e sugerindo os pontos programáticos a serem expostos nas reuniões de campanha. Basicamente se pautam na necessidade de uma universidade mais inclusiva e no restabelecimento dos canais de representação e de relação com a comunidade maringaense.

Entre esses canais, defende reativar o Conselho de integração Universidade-Comunidade, indicação imediata dos representantes da comunidade nos conselhos de Administração, Universitário e de Ensino e Pesquisa. Também sugere a instituição de uma Comissão Processante Permanente “para encaminhar rapidamente as situações de assédio na UEM”.

Também sugere a implantação de um curso específico de Licenciatura Intercultural Indígena, cotas raciais, construção de ciclovia integrando a Vila Esperança rumo ao centro de Maringá, a retomada da publicação do Jornal da UEM e o fortalecimento do Hospital Universitário.

No primeiro turno, Ana Lúcia obteve 1.136 votos, sendo 173 de docentes, 725 de estudantes e 238 de agentes universitários. O mais votado no primeiro turno, Roberto  Cuman, fez 4.284 votos e o segundo, Júlio César Damasceno, da Chapa 3, conseguiu 3.744. Cuman e Ana Lúcia se posicionam como oposição a atual gestão. Damasceno e o atual vice-reitor.

O segundo turno ocorre no próximo dia 4. O professor Roberto Cuman, diretor do Centro de ciências da Saúde, tem como vice o diretor do Centro de Tecnologia, Leandro Vanalli. O atual vice-reitor e professor do Departamento de Zootecnia, Júlio Damasceno, tem na vice o chefe do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Ricardo Dias Silva.

Ana Lúcia, docente do Departamento de Ciências Sociais e coordenadora do Observatório das Metrópoles, teve como vice a professora do Departamento de Enfermagem Lilian Denise Mai. Dos cerca de 29,5 mil estudantes, professores e agentes aptos a votar, apenas 9.244 compareceram às urnas no primeiro turno.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.