Duplicação dos 20,7 km da PR-323 entre Paiçandu e Doutor Camargo atrai 14 empresas. Propostas variam de R$ 72,2 mi a R$ 93,9 mi

Por: - 26 de junho de 2018

Com valor máximo de R$ 100 milhões, a licitação para a duplicação de 20,7 km da PR-323 entre Paiçandu e Doutor Camargo atraiu 14 empresas. Os envelopes foram abertos na tarde desta segunda-feira (25/6) na sede do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), em Curitiba.

A empresa Contern Construções e Comércio Ltda apresentou o menor valor para a obra, de R$ 72,29 milhões. O segundo menor preço foi ofertado pela empresa Torc – Terraplenagem, Obras Rodoviárias e Construções Ltda. A proposta foi de R$ 73,24 milhões.

A Construtora Triunfo S/A ofertou R$ 73,89 milhões, a Engenharia e Comércio Bandeirantes Ltda fez proposta de R$ 73,96 milhões, a J Malucelli Construtora de Obras S/A, R$ 75,75 milhões, e a Construções, Engenharia e Pavimentação Enpavi Ltda, R$ 78,03 milhões.

Outras duas empresas apresentaram proposta na casa dos R$ 79 milhões. A OAS Engenharia e Construções S/A propôs R$ 79,66 milhões e a Castilho Engenharia e Empreendimentos R$ 79,98 milhões.

A Engetran Engenharia propôs a obra por R$ 80,92 milhões e a Iccila – Indústria Comércio e Construções Ibage Ltda, fez oferta de R$ 80,98 milhões.

Na casa dos R$ 80 milhões também teve a proposta da Construtora Sanches Tripoloni Ltda, de R$ 85,33 milhões e a proposta da Sociedade Anônima de Obras y Serviços Copasa do Brasil, de R$ 89,89 milhões.

Acima dos R$ 90 milhões tem a proposta da Cetenco Engenharia S/A, de R$ 91,29 milhões, e da Cimcop S/A Engenharia e construções, de R$ 93,96 milhões.

Apesar das diferenças de valores, o DER-PR ainda não divulgou a classificação de preços da concorrência, o que vai ocorrer após a análise minuciosa das propostas.

Após a publicação da classificação das propostas de preços, é aberto prazo legal de cinco dias para eventuais recursos administrativos. Se houver contestações, há mais 5 dias para apresentação das contrarrazões.

Esgotados os possíveis recursos, serão abertos os documentos de habilitação, quando a comissão de licitação verifica se os requisitos do edital foram atendidos.

Sem prazos na PR-323 entre Paiçandu e Doutor Camargo

A expectativa do DER-PR é anunciar a vencedora da licitação no segundo semestre de 2018. No entanto, o processo licitatório pode ser questionado judicialmente, o que pode trazer morosidade à contratação.

Diante desse quadro, não existe a possibilidade de prever quando a obra de duplicação da PR-323 entre Paiçandu e Doutor Camargo vai ser iniciada.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.