Maringá suspende as aulas nos CMEIs e escolas municipais na segunda, terça e quarta-feiras. Falta gás para fazer a merenda

Por: - 25 de maio de 2018
Maringá tem mais de 39 mil alunos nas escolas municipais e nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) / Arquivo Seduc

Maringá suspende as aulas na rede pública municipal de educação, da próxima segunda-feira (28/5) até quarta-feira (30/5). A decisão foi tomada nesta sexta-feira (25/5) e atinge todos os 63 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e as 51 escolas de Ensino Fundamental.

A suspensão das aulas dos 39 mil alunos da rede municipal se deu em virtude dos bloqueios da greve dos caminhoneiros, que levou ao desabastecimento dos combustíveis, inclusive do gás de cozinha. Por falta de gás, as escolas municipais estão sem condições de assegurar a merenda escolar. São servidas, diariamente, 80 mil refeições.

As aulas foram suspensas, também, devido à escassez de combustíveis para abastecer a frota de vans e ônibus do transporte escolar. As aulas que deixarão de dadas na próxima semana serão repostas nos dias 27 de setembro, 16 de novembro e 21 de dezembro.

Hospital Municipal restringe cirurgias

O Hospital Municipal de Maringá Thlema Villanova Kasprowicz também tomou medidas para economizar gás de cozinha e oxigênio, suspendendo temporariamente as cirurgias eletivas. As prioridades passam a ser atendimentos de urgência e emergência, e os pacientes já internados na unidade.

As cirurgias eletivas posteriormente serão reagendadas. O fornecimento da alimentação será feito apenas aos pacientes internados, interrompendo-se a distribuição aos funcionários do Samu, Unidades de Pronto Atendimento (UPA Norte e Sul) e do próprio hospital. A solicitação é para que cada servidor traga seu próprio alimento.

“Outras medidas também alcançam lavanderia, transportes e demais setores do hospital. As medidas são preventivas para garantir o atendimento e acompanhamento do paciente internado e situações de emergência, considerando a continuidade do movimento deflagrado pelos caminhoneiros no último dia 21”, diz a nota à impresa.

Reunião decide transporte coletivo

Diretores e técnicos da TCCC e da secretaria municipal de Mobilidade Urbana (Semob) estão reunidos na manhã desta sexta-feira (25/5) para decidir como o sistema de transporte coletivo deverá operar nos próximos dias.

A decisão passa por uma avaliação sobre a redução no consumo de combustíveis, obtida com a retirada de 40 ônibus de circulação nos horários de pico na quinta-feira (24/5). Nesta sexta, toda a frota, de 250 ônibus, está em circulação.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.