Morre o agricultor Diogo Tudela, uma referência em café de qualidade

Obituário Maringá

Morreu nesta sexta-feira, aos 79 anos, o produtor rural Diogo Tudela, considerado uma referência quando o assunto é produção de café. Já há algum tempo ele fazia tratamento de um câncer e estava internado há duas semanas. 

O velório acontece na Capela Prever do Cemitério Parque e às 10 horas deste sábado será levado para cremação.

Pioneiro de Maringá, há décadas Tudela passou a investir na região do Cerrado Mineiro, primeira região brasileira com Denominação de Origem, onde fundou a Tudela Castelhana Coffees e tinha propriedades também em outros lugares.

A propriedade, segundo sua divulgação, tem o  objetivo produzir cafés que atendam os principais mercados, com total rastreabilidade da formação da muda até a xícara, mantendo altos padrões de qualidade com o uso de tecnologias de última geração, como nutrirrigação em sistemas de gotejamento que suprem as plantas conforme suas necessidades.

Na Fazenda Castelhana, em Monte Carmelo, Minas Gerais, uma propriedade de 1,2 mil hectares, ele plantava também soja e foi considerado produtor modelo também da leguminosa, tanto que participou de propagandas de empresas de insumos, como a Syngenta.

Amigos falam de Diogo Tudela

Entre os amigos e familiares, Diogo Tudela era tratado por Dioguinho e foi pelo apelido carinhoso que muitos conhecidos se referiram a ele nas redes sociais.

Carlos Buda, por exemplo, publicou no Facebook que “Custo ainda a acreditar na sua partida… Mas infelizmente vc partiu, grande amigo…  Agradeço por todos os grandes momentos compartilhados…”.

Diogo Tudela
Diogo Tudela e Jody Gorinelli Foto: Redes sociais

Outra manifestação veio do consultor comercial Jody Gorinelli: “Hoje o meu grande amigo,…meu Pai de coração, nos deixou,….uma pessoa amiga, parceiro, um ser-humano Espetacular, uma história de vida mto vivida”.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *