Atividades nos cinemas de Maringá são liberadas com 50% do público. Setor prevê início de recuperação em 2022

Por: - 13 de janeiro de 2021
Cinema
Sala de cinema do Shopping Cidade/ Divulgação

Na segunda-feira (11/1), a prefeitura baixou um novo decreto (195/2021) sobre o controle da Covid-19. Uma das principais novidades é a retomada das atividades nos cinemas de Maringá, que estavam suspensas desde 17 de março de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus.

Foram dez meses com as telas desligadas e sem receita. O setor foi um dos mais afetados em 2020. Os cinemas de Maringá só demitiram mais funcionários porque puderam usar a regra da suspensão de contratos dos colaboradores. Os gestores também precisaram rever os contratos com os fornecedores e da locação dos espaços nos shoppings.

Em entrevista ao Maringá Post, Débora Tizziani, gerente do Cine Araújo Catuaí, aponta que funcionários ficaram com o contrato suspenso durante 17 de março e 24 de dezembro de 2020. “Com a medida do governo, conseguimos segurar nosso quadro de funcionários. Porém, sim, em um momento foi necessário a dispensa de parte do quadro de que existia antes”, explica Débora.

O proprietário da rede de cinemas Cineflix, que opera espaços no Maringá Park e no Shopping Cidade, Gilmar Leal Santos, conta que não houve redução do quadro de funcionários, mas que foi utilizada as diretivas da Medida Provisória 936/2020Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, para suspender os colaboradores e reduzir as despesas.

Além disso, Santos explica que, para a diminuição do prejuízo financeiro, foi necessário negociações com fornecedores e com os proprietários dos imóveis. Apesar dos danos, a expectativa do proprietário da rede cinemas é que a volta à normalidade ocorra no último trimestre de 2021. Se a previsão estiver correta, o setor dos cinemas em Maringá vai ter condições de começar a se recuperar a partir de 2022.

“Não será possível recuperar os danos financeiros de dois anos no médio prazo. Temos que pensar no futuro e entender que a pandemia foi uma tragédia social. Continuar trabalhando já é uma bênção. A expectativa é a de, aos poucos e com a volta dos lançamentos de filmes, mostrar que nossa atividade é segura. Volta à normalidade, acreditamos que a partir do último trimestre deste ano”, diz.

Das 17 cidades onde a rede de cinemas Cineflix tem operações, Maringá foi uma das últimas a liberar a reabertura de salas. Em Maringá, aproximadamente 50 empregados tiveram contratos de trabalho suspensos no ano de 2020.

“O setor de exibição cinematográfica está entre os mais afetados pela pandemia com prejuízos e danos inestimáveis em todo o mercado, em todo o mundo”, avalia Juliano Tortelli, Diretor de Marketing da rede Cineflix.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.