Produtos artesanais fazem sucesso em época de Natal. Conheça a história de algumas mulheres e sua arte

3 de dezembro de 2020
Bolachinhas de Natal, guirlandas e alfajores têm feito sucesso no Clube da Alice/ Divulgação

Na comunidade Clube da Alice, hospedada no Facebook, mulheres empreendedoras e clientes em potencial se apoiam nas mais diversas áreas. A história por trás de cada publicação muitas vezes está relacionada ao desemprego e outros problemas causados pela pandemia da Covid-19 e também revela produtos artesanais que fazem sucesso em época de Natal.

Nesta matéria, mais uma fruto da parceria do Clube da Alice com o Maringá Post, serão apresentados os produtos e as histórias de mais três empreendedoras.

Conheça a arte produzida pelas mãos da Graciele, da Daniele e da Andressa.

As bolachas natalinas de Graciele Cotica

Antes da pandemia, Graciele Cotica trabalhava em uma concessionária e seus pais em feiras livres, vendendo pães, bolachas, ovos, entre outros produtos.

No entanto, com os riscos da Covid-19, os pais de Graciele precisaram se ausentar das feiras por quatro meses, por serem do grupo de risco.

Foi aí que ela precisou tomar uma decisão e resolveu largar seu emprego para tocar a feira, honrando os 22 anos que seus pais se dedicaram no empreendimento.

Agora, em clima de Natal, a família Cotica começou a produzir biscoitos natalinos, receita tradicional da região de origem dos Cotica.

Além de deliciosas, as bolachas chamam a atenção de todos pelo capricho com que são decoradas.

Graciele foi convidada a participar da comunidade Clube da Alice por sua vizinha e já começou a divulgar o trabalho junto ao grupo.

Os pedidos podem ser feitos pelo WhatsApp (44) 9 98092031.

As guirlandas da Daniele Odorizzi

A artesã Daniele Odorizzi é especialista em guirlandas. E a produção não é exclusiva para o Natal, ela produz guirlandas florais durante todo o ano.

Daniele conta que a família veio do Sul do Brasil, em uma região em que guirlandas são tradição em qualquer época do ano. Apaixonada pela decoração, ela trouxe a ideia para Maringá, e tem deixado muitas casas mais alegres.

A artesã garante que tudo é feito com muito amor, já que ela se atenta aos mínimos detalhes, preparando como se estivesse fazendo para si mesma.

A respeito do Clube da Alice, a participante diz admirar a forma como uma mulher valoriza a outra e seu trabalho no ambiente da comunidade do Facebook.

Daniele aceita encomendas das guirlandas pelo WhatsApp (44) 99802-5280.

Os alfajores da Andressa Larossa

Em 2015, Andressa Larossa conheceu o alfajor de maisena em uma viagem a Argentina. Três anos depois, enquanto cursava a faculdade, precisou sair do emprego, mas, ainda assim, precisava pagar os custos dos estudos.

Foi aí que a versão empreendedora da Andressa entrou em ação e ela resgatou a receita dos alfajores, transformando em fonte de renda. “Lembrei dos alfajores que tinha amado e que no Brasil não tinha visto muito”, comenta.

Rapidamente, ela conseguiu a receita e colocou a mão na massa. Depois de muitos testes com o ponto da massa, a temperatura para assar, o clima e a marca de cada ingrediente, ela chegou no resultado que hoje faz tanto sucesso.

No entanto, somente uma deliciosa receita não é o suficiente, precisa-se de clientes. E já dizia o ditado: “se a montanha não vai até Maomé, vai Maomé à montanha”. E foi isso que a Andressa fez, foi até seus clientes, vendendo pelos semáforos da cidade.

Tanto esforço resultou na conquista que ela e o marido tiveram em março de 2020, ao equiparem uma cozinha, com local para retirada dos pedidos.

Sobre o Clube da Alice, Andressa descreve como uma bênção, pois tem conseguido inúmeras encomendas.

Ela aceita pedidos pelo @bolachinhasargentinas e WhatsApp (44) 9 9968-9393.