PlayMatch fecha acordo com empresa do mundo dos games e mostra potencial do mercado de eSports no Brasil

Por: - 26 de setembro de 2020
A PlayMatch realiza a Liga Escolar de Leage Of Legends no Brasil / Reprodução

A startup PlayMatch é uma das referências de Maringá quando o assunto é o empreendedorismo no mundo digital. A startup focada no mercado de jogos eletrônicos, principalmente no campo da educação, tem crescido desde 2019 e, neste ano, anunciou uma parceria importante com uma das maiores empresas de games do mundo.

O acordo mostra o potencial de crescimento que o mercado dos jogos online tem, não apenas na cidade, mas em todo o Brasil.

Os brasileiros são considerados um público com grande potencial no mercado dos jogos eletrônicos. Mesmo com pouco investimento, o país aparece entre as 20 nações que mais consomem esse tipo de conteúdo, seja comprando jogos ou gerando receitas indiretamente.

São movimentadas cifras bilionárias no setor, com a pesquisa mais recente apontando o valor de US$ 1,5 bilhão em 2019. Além disso, o Brasil só perde para a China e para os Estados Unidos quando o assunto é audiência.

Isso fez com que novas ideias ganhassem destaque no país, como é o caso da PlayMatch. Em 2019, como mostramos nesta reportagem do Maringá Post, a empresa já demonstrava algum sucesso e era avaliada em R$ 4 milhões no mercado financeiro.

Este ano, a startup de Maringá parece estar melhor ainda. Um acordo recente com a Epic Games, responsável por jogos como Gears of War e Unreal Tournament, fez com que a plataforma da empresa tivesse mais impacto nos cursos que fornece.

A ideia dos criadores da PlayMatch é conseguir acompanhar melhor o desempenho e o desenvolvimento das pessoas cadastradas nch e  plataforma. Os cursos disponíveis servem para ensinar como o universo do eSports não é apenas feito pelos jogadores, mas sim por diferentes profissionais que trabalham nos bastidores.

Além disso, o acordo com a Epic Games também fez com que jogo Fortnite fosse introduzido na lista da Liga Escolar Brasileira de eSports, que já conta com o popular League of Legends.

Jogos online em alta

O crescimento da empresa mostra que os jogos eletrônicos estão em alta no Brasil, e isso não significa apenas oportunidade para os jogadores profissionais e casuais.

No caso da PlayMatch, por exemplo, a empresa alinhou educação com os eSports para mostrar todo potencial que é possível tirar deste universo.

Afinal, um mercado que movimenta bilhões anualmente é um campo fértil para empregos e oportunidades na carreira profissional.

Entretanto, isso não tira a importância do produto final deste mercado: as variedades de jogos eletrônicos disponíveis, e que são divididos em diversas categorias.

No universo da última geração, estão os consoles com grande poder de processamento e com os títulos que exigem placas de vídeo e hardware modernos e caros.

O portal da Uol Entretenimento possui um artigo que explica quais são os melhores do mercado.

Outra categoria é a dos jogos de cassino online, como é explicado aqui neste link, que reúne em uma plataforma jogos tradicionais das casas de apostas, como pôquer, blackjack e roleta.

Podemos citar também os games voltados para smartphones, e basta consultar qualquer lista disponível do site TechTudo para ver que existem milhares de títulos disponíveis para dispositivos móveis.

Até mesmo o Fortnite, que citamos anteriormente, possui uma versão para celular.

São diferentes categorias, e que servem para atingir o maior número de pessoas possível. Isso explica o sucesso que este mercado tem com audiências.

Os torneios profissionais de eSports, por exemplo, chegam a movimentar milhões de pessoas na audiência e também possui premiações que deixam para trás até mesmo torneios de esportes mais tradicionais, como futebol e vôlei.

Novidades pelo caminho

Se o ano de 2020 teve algumas notícias importantes, é possível esperar cada vez mais novidades no mundo dos games para os próximos meses. A chegada do PlayStation 5 e do novo Xbox, que vão representar a 9ª geração dos consoles de alta performance, deve agitar o mercado.

A expectativa é que o impacto seja maior em 2021, mas mesmo assim vale ficar de olho no que acontece até o final do ano.

O mundo dos jogos eletrônico ainda possui espaço para ser explorado, e as ideias inovadoras da PlayMatch são um bom exemplo disso.

Maringá conseguiu se transformar em uma referência com a plataforma, e isso deve incentivar que mais startups da região ganhem uma oportunidade para sair do papel.

Os eSports ainda precisam de maior investimento no Brasil, principalmente com tanto potencial de audiência e consumo. É uma alternativa para deixar a economia do país cada vez mais dinâmica e moderna.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.