Em quais investimentos o dinheiro fica mais seguro em qualquer crise?

Por: - 24 de julho de 2020
Candle stick graph Saiba por onde começar a investir e quais rendas fixas apresentam as melhores vantagens mesmo durante este período de pandemia / Divulgação

Começar a investir pode ser muito vantajoso, especialmente, se você quer alcançar alguns objetivos de forma mais rápida e econômica. Entretanto, na hora de analisar onde e como aplicar, é comum surgirem receios e dúvidas, principalmente, durante este período de crise. Saber quais investimentos, riscos e prazos está disposto a se expor para resgatar os saldos faz toda a diferença na hora de traçar o seu perfil de investidor. Assim, torna-se mais fácil planejar e tomar decisões assertivas sobre quais rendas colocar o seu dinheiro, de modo que as consequências boas ou ruins do investimento não se tornem motivos de desânimo e arrependimento.

Pensando nisso, listamos quais são os investimentos mais seguros para você aplicar sem se preocupar e com baixo risco de perda. Confira as dicas e comece hoje mesmo a aumentar a sua renda!

Poupança

A poupança ainda é considerada o investimento mais tradicional e popular do Brasil, mas também um dos menos rentáveis. Em valores reais, não há risco de perder o dinheiro parcial ou totalmente, mas, quando levamos em consideração a inflação, a quantia aplicada se desvaloriza com o passar dos meses e anos.

Desde a criação do real, poucas vezes a poupança conseguiu atingir a porcentagem da inflação. Isso quer dizer que, mesmo que o seu dinheiro esteja seguro de quaisquer perdas, seu poder de compra vai diminuindo, uma vez que o valor das mercadorias aumenta.

Tesouro Selic

Ao investir seu dinheiro no Tesouro Direto, você estará emprestando seu dinheiro ao Tesouro Nacional, ou seja, ao Governo, que poderá usar esse saldo para quitar a dívida pública do Brasil, ou investir em segurança, saúde e educação, por exemplo.

Esse investimento é um dos mais básicos e conhecidos, devido à sua segurança, já que é emitido pelo Governo. O fundo só se tornaria um prejuízo se todos os negócios de uma nação falirem de uma vez, por isso, o risco é bastante baixo se comparado a uma única instituição financeira. Outra vantagem é a liquidez diária, ou seja, o rendimento é diário e você pode retirar o dinheiro em todo dia útil. No entanto, quanto mais tempo o dinheiro fica, menos imposto de renda você paga em cima dessa quantia.

O rendimento do Tesouro Selic se baseia na taxa de juros Selic, que atualmente está em 2,25% ao ano – porcentagem mais baixa da história. Isso significa que o seu dinheiro renderá menos, mas, devido à sua segurança e facilidade de aplicação e liquidez, ainda é recomendado para investidores iniciantes e conservadores.

CDBs

Os Certificados de Depósitos Bancários (CDBs) são investimentos de renda fixa, assim como o Tesouro Selic e a poupança, mas são oferecidos por instituições bancárias. Neste caso, você empresta o seu dinheiro ao banco sob um acordo de depósito e ele te devolve o valor com juros – pré ou pós-fixado.

Com os juros prefixados, é possível saber exatamente quanto receberá ao final do seu acordo, que pode durar anos. Muitos dos acordos não têm liquidez diária, ou seja, não permitem resgatar o dinheiro antes da data estabelecida. Por isso, atente-se antes de depositar seu dinheiro em um desses fundos. Com o CDB pós-fixado, não é possível saber ao certo quanto você vai receber, já que a taxa de juros varia.

LCIs e LCAs

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são investimentos de renda fixa parecidos com o CDB, mas com isenção de imposto de renda. Neste caso, você também cede dinheiro ao banco, para que a instituição empreste a terceiros por empréstimo no setor agrário e de imóveis. Assim como no CDB, verifique os prazos estabelecidos, pois só poderá receber o dinheiro a partir de seis meses ou cinco anos, de acordo com a opção escolhida na hora do depósito.

Através de investimentos de renda fixa, é possível aumentar sua receita de forma segura, recebendo juros ao invés de pagar. Assim, é possível conquistar à vista, sem financiamentos e com descontos especiais, o desejo de comprar um apartamento, casa ou carro – inclusive, através de leilões de SP, RJ, MG e outras cidades e estados.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.