Crescimento da economia brasileira depende de reformas fiscal e previdenciária, afirma em Maringá a economista Zeina Latif, sócia da XP Investimentos

Por: - 14 de dezembro de 2018

Depois de um ano cheio de encruzilhadas, com tensões por causa das eleições, os rumos da economia começam a se descortinar para 2019. Mas para quem faz investimentos no  mercado financeiro, ainda é necessário que o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro escancare as definições para a política econômica brasileira.

Diante desse cenário, a SVN Investimentos trouxe a Maringá uma das economistas mais influentes do mercado financeiro brasileiro, Zeina Latif, que é sócia da XP Investimentos.

A palestra foi realizada na quinta-feira (13/12) na Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM) e reuniu mais de 150 investidores da região. Na palestra, a economista abordou de forma realista o impacto das decisões políticas no cenário econômico para o próximo ano. Zeina disse que o futuro governo está diante da “tarefa” de cortar gastos.

“Tem uma avenida de reformas que precisam ser feitas. Uma delas é a da Previdência. Só para se ter ideia, em 2017, em torno de 60% da receita líquida do orçamento federal foi comprometido com despesas com esse setor”, ponderou.

Zeina ressaltou que o governo “gasta entre 13 e 14% do PIB brasileiro com a Previdência, número bem maior que em países mais ricos e com porcentagem de idosos bem maior que a do Brasil. Fazer uma boa reforma aumenta as chances de um governo bem sucedido”, analisou a executiva da XP Investimentos.

Para a economista, que já recebeu o prêmio da Revista Forbes como mulher mais influente do Brasil, na categoria Economia, a partir do ano que vem o cenário deve ser positivo, mas vai exigir da gente um pouco de pé no chão. “Para isso, outra reforma que é extremamente necessária é a tributária, área que precisa de uma simplificação”.

A sócia da XP Investimentos disse que existem razões para acreditar que o caminho do Brasil tende a entrar no rumo certo.

“A gente tem um país mais maduro. A sociedade não aceita mais aumento da carga tributária, a volta da inflação e passou a discutir um pouco mais sobre as propostas de mudança. O debate econômico no Brasil está mais maduro. Mas é preciso analisarmos a questão ‘em que país queremos viver’. É preciso que o próximo governo assuma o protagonismo para se fazer reformas em direção ao crescimento”, comentou.

Segundo o sócio da SVN Investimentos, Caio Copetti, Maringá tem déficit de informações relacionadas ao mercado financeiro e a vinda de especialistas na área para a cidade traz para os clientes análises e expectativas com credibilidade de profissionais experientes.

“A palesta da economista Zeina Latif foi incrível. Ela conseguiu trazer informações e dados importantíssimos de forma clara, simples e objetiva, de fácil compreensão para os participantes do encontro”, disse.

Copetti ressaltou que está no DNA da XP Investimentos a educação financeira. “É muito importante os investidores entenderem para onde caminha a economia e assim eles podem decidir com confiança e tranquilidade como fazer novos investimentos”, conclui o sócio da SVN Investimentos.