Dos 33 lotes industriais à venda pela Prefeitura de Maringá, apenas quatro tiveram interessados. Presidente da Acim comprou um

Por: - 29 de outubro de 2018
Gleba Ribeirão Pinguim, onde ficam os lotes leiloados pela Prefeitura de Maringá na manhã desta-feira (29/10)

Apenas quatro dos 33 terrenos ofertados pela Prefeitura de Maringá nesta segunda-feira (29/10), apenas quatro foram arrematados. Para os demais 29 terrenos industriais na Gleba Ribeirão Pinguim, Avenida Arquiteto Nildo Ribeiro da Rocha Neto, não houveram interessados.

A prefeitura esperava arrecadar, conforme o edital da concorrência, no mínimo R$ 10,6 milhões com a venda dos 33 terrenos, no entanto os quatro lotes saíram por R$ 1,665 milhões. Os lances vencedores foram maiores do que os preços iniciais fixados pelo edital.

O terreno mais disputado foi o de número 1, de 470 m², que foi comprado por R$ 546.251,00 pela PL Administração e Participações Ltda. O preço mínimo era R$ 378.541,75. O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Michel Felippe, fez o segundo melhor lance: R$ 541,5 mil.

Felippe também fez o segundo maior lance (R$ 352,3 mil) para o terreno número 2, de 416,8 m², que igualmente foi comprado pela PL Administração, por R$ 371,5 mil. O presidente da Acim ficou com o terreno número 10, de 308 m², por R$ 251,8 mil. O preço mínimo era R$ 243,2 mil.

Outro terreno vendido foi o de número 12, de 495,4 m², que tinha como preço inicial R$ 495.404,92 e foi comprado por apenas R$ 60 a mais. O lance da RDS Administração de Bens Próprios foi de R$ 495.454,92. Os terrenos de números 3 a 9, 11, e de 13 a 33 não despertaram interesse.

As duas formas de pagamento previstas no edital foram para pagamento à vista ou em duas parcelas, com desconto de 10%, e a prazo, com entrada de 20% e o restante em 24 vezes, corrigidas pelo IPCA-15. A ata da concorrência não especifica a forma escolhida pelo arrematante.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou no final da manhã desta segunda-feira que a secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico deverá fazer nova concorrência para alienação dos lotes que não foram vendidos, mas o novo processo ainda não tem data para ser lançado.

A Prefeitura de Maringá também pretende vender outros 36 lotes que ficam no Parque Cidade industrial. Os terrenos ali são maiores, sendo que o menor a ser colocado à venda tem 1,1 mil m² e os maiores chegam a 10,6 mil m². A Câmara Municipal autorizou a alienação.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.