Dos 33 lotes industriais à venda pela Prefeitura de Maringá, apenas quatro tiveram interessados. Presidente da Acim comprou um

29 de outubro de 2018
Gleba Ribeirão Pinguim, onde ficam os lotes leiloados pela Prefeitura de Maringá na manhã desta-feira (29/10)

Apenas quatro dos 33 terrenos ofertados pela Prefeitura de Maringá nesta segunda-feira (29/10), apenas quatro foram arrematados. Para os demais 29 terrenos industriais na Gleba Ribeirão Pinguim, Avenida Arquiteto Nildo Ribeiro da Rocha Neto, não houveram interessados.

A prefeitura esperava arrecadar, conforme o edital da concorrência, no mínimo R$ 10,6 milhões com a venda dos 33 terrenos, no entanto os quatro lotes saíram por R$ 1,665 milhões. Os lances vencedores foram maiores do que os preços iniciais fixados pelo edital.

O terreno mais disputado foi o de número 1, de 470 m², que foi comprado por R$ 546.251,00 pela PL Administração e Participações Ltda. O preço mínimo era R$ 378.541,75. O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Michel Felippe, fez o segundo melhor lance: R$ 541,5 mil.

Felippe também fez o segundo maior lance (R$ 352,3 mil) para o terreno número 2, de 416,8 m², que igualmente foi comprado pela PL Administração, por R$ 371,5 mil. O presidente da Acim ficou com o terreno número 10, de 308 m², por R$ 251,8 mil. O preço mínimo era R$ 243,2 mil.

Outro terreno vendido foi o de número 12, de 495,4 m², que tinha como preço inicial R$ 495.404,92 e foi comprado por apenas R$ 60 a mais. O lance da RDS Administração de Bens Próprios foi de R$ 495.454,92. Os terrenos de números 3 a 9, 11, e de 13 a 33 não despertaram interesse.

As duas formas de pagamento previstas no edital foram para pagamento à vista ou em duas parcelas, com desconto de 10%, e a prazo, com entrada de 20% e o restante em 24 vezes, corrigidas pelo IPCA-15. A ata da concorrência não especifica a forma escolhida pelo arrematante.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou no final da manhã desta segunda-feira que a secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico deverá fazer nova concorrência para alienação dos lotes que não foram vendidos, mas o novo processo ainda não tem data para ser lançado.

A Prefeitura de Maringá também pretende vender outros 36 lotes que ficam no Parque Cidade industrial. Os terrenos ali são maiores, sendo que o menor a ser colocado à venda tem 1,1 mil m² e os maiores chegam a 10,6 mil m². A Câmara Municipal autorizou a alienação.