Comerciantes de Maringá estão menos otimistas e 67% programaram promoções para o Dia dos Pais. Cartão de crédito será principal forma de pagamento

Por: - 7 de agosto de 2018
ACIM

Envie sua denúncia anonimamente
Você tem evidências de corrupção ou crime ? Nos conte o que sabe em completo anonimato, garantido por lei.

Este ano, os comerciantes maringaenses estão menos otimistas com as vendas do Dia dos Pais ante 2017 e, em contrapartida, aumentaram as promoções. Estudo feito pelo Departamento de Pesquisa e Estatística da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim) mostra que 67% dos entrevistados programaram promoção para a data.

Enquanto no ano passado 71% dos comerciantes estavam otimistas com o Dia dos Pais, em 2018 o número sofreu ligeira queda, indo para 69%. Em relação as vendas a queda é  maior. No ano passado, 54% dos lojistas acreditavam que as vendas seriam maiores que o ano anterior. Este ano, o índice caiu para 48%.

Apesar da queda, a Acim se mostra otimista com as vendas. “Nós mantemos o otimismo. 3% é uma variação muito discreta e muito próxima da margem de erro”, afirma Mohamad Ali Awada Sobrinho, 2º vice-presidente da associação para Assuntos de Comércio e Serviços.

O gerente da loja Star Point, Jhonatan Vieira, está no grupo daqueles que se mantém animados. Ele garante que o estoque está cheio e que o aumento nas vendas já começaram. “Os produtos que mais vendemos nessa época do ano é tênis. O pessoal também leva bastante roupa e relógio”, explica Vieira.

Segundo o gerente, “os nossos cliente costumam gastar cerca de R$ 300 a R$ 400 por compra feita”. A pesquisa também indica que 76% das compras devem ser pagas com cartão de crédito.

Por outro lado, mais lojistas estão programando promoções. No ano passado, 56% dos empresários fizeram promoções para a data. Esse número aumentou 11 pontos porcentuais este ano, chegando a 67% dos comerciantes.

O aumento pode estar ligado às baixas venda de roupas de inverno este ano. “O inverno foi muito curto e isso afetou as vendas no comércio. Acho que o aumento das promoções pode ter acontecido para liquidar o estoque de inverno, que não foi forte”, afirmou Ali Awada.

A semana começou com algumas vendas específicas para o Dia dos Pais, mas só na sexta-feira e no sábado é que as vendas realmente se intensificam. “Agosto é um mês de entressafra, então o comércio fica meio perdido e pouco aquecido. O dias dos pais é uma data muito esperada pelos comerciantes”, diz o dirigente da Acim.

Ninguém quer deixar o Dia dos Pais passar em branco, por isso famílias vão às compras, em busca de um presente que agrade o pai e, ao mesmo tempo, caiba no orçamento. Os produtos mais procurados são roupas e calçados. Segundo a pesquisa da Acim, o gasto médio esperado pelo comércio nas compras é de R$ 100 por cliente.

Os restaurantes e churrascarias também são procurados para a comemoração de domingo em família e, tradicionalmente, no Dia dos Pais o movimento é maior do que em um fim de semana normal. “Só não é tão grande como no Dia das Mães”, afirma o gerente da Churrascaria Galpão Tropeiro, Marcos Sewald.

Segundo ele, o domingo do Dia dos Pais o movimento costuma dobrar. “É um dia mais cheio. A gente faz cardápio especial, aumenta o número de variedades de carnes e inclui peixes. Em um domingo normal recebemos em torno de 200 pessoas, já no Dia dos Pais, recebemos em média 400 clientes”, afirmou Sewald.

Para quem ainda não comprou o presente do Dia dos Pais, segue aqui uma reportagem com várias sugestões em fotos para ajudar na escolha.

Procon está nas ruas em ação do Dia dos Pais

O Procon de Maringá está de olho nos lojistas e restaurantes da cidade. Equipes estão nas ruas para garantir que o consumidor não seja lesado durante a euforia de compras e consumo no Dia dos Pais.

Maringá Post via Whatsapp
As principais notícias do dia direto no seu whatsapp. Grátis e sem propaganda.

Com foco de atuação nas lojas de artigos masculinos, churrascarias e restaurantes, o objetivo do Procon é garantir que as vitrines exponham os preços e informações de forma clara e correta, com caracteres, letras e números visíveis, sem que o cliente precise se esforçar para entender a mensagem.

É importante que os produtos sempre tenham seus valores e caso seja disponibilizado a opção de parcelamento, o lojista precisa identificar o valor das prestações e as taxas de juros.

Já nas churrascarias e restaurantes, o foco é garantir ao consumidor que os produtos utilizados nos locais estejam dentro da data de fabricação e validade. Os cardápios também serão vistoriados, uma vez que precisam estar precificados.

Caso seja notada alguma irregularidade nos estabelecimentos vistoriados, o mesmo poderá ser autuado ou precisará assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). O valor da multa varia de acordo com o tamanho e faturamento da empresa.

A operação deve ir até sexta-feira (10/8). Os consumidores também podem participar denunciando as irregularidades notadas. Basta ligar para o Procon, no número 3293-8150.

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

RIGON

SALA 3

E AÍ, TÁ PRONTA?

MUNDO DOS NEGÓCIOS