Maringá perde 515 postos de trabalho no mês de junho com demissões no comércio e na indústria. Saldo no semestre é positivo

Por: - 21 de julho de 2018

Em meio à Copa do Mundo e ao pós-greve dos caminhoneiros, o saldo de empregos no mês de junho, em Maringá, foi negativo. Foram fechados na cidade 515 postos de trabalho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgados nesta sexta-feira (20/7).

Os setores do comércio e da indústria de transformação registraram os piores resultados com a perda de 206 e 192 vagas, respectivamente. O setor de serviços, que no ano tem garantido resultados positivos à economia de Maringá, fechou 90 vagas no mês de junho. Na construção civil, teve saldo negativo de 19 vagas.

Apesar do fechamento de vagas em junho, Maringá fechou o primeiro semestre de 2018 com saldo positivo na criação de empregos. Segundo o Caged, o número de contratações superou o de demissões com 1.837 postos de trabalho.

No setor de serviços, o saldo positivo é de 1.555 vagas e na construção civil, 372 empregos foram criados no período. No comércio, foram fechadas seis vagas no primeiro semestre do ano e, na indústria de transformação, 25 vagas a menos.

Na comparação do primeiro semestre de 2018 com o mesmo período do ano passado, o resultado é 33,6% melhor. Nos primeiros seis meses de 2017 o saldo positivo foi de 1.374 vagas, conta as 1.837 de 2018.

Apesar do resultado negativo em junho e estável no semestre no setor industrial de Maringá, o departamento econômico do Sistema Fiep avalia que as indústrias da microrregião de Maringá, que também inclui Mandaguari, Marialva, Paiçandu e Sarandi, já conseguiram reverter o cenário negativo de empregabilidade registrado no ano passado.

Paraná com menos vagas de trabalho no mês de junho

O Brasil perdeu 661 vagas de emprego formal no mês de junho. No acumulado do ano, o País registrou a abertura de 392.461 vagas.

O Caged também registrou números negativos no Paraná, onde foram fechados 6.609 postos de trabalho no mês de junho. Mesmo assim, o Estado fechou o primeiro semestre do ano com saldo positivo. Foram abertas 32.030 vagas, o que representa um aumento de 38% em relação ao mesmo período do ano passado.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.