Onde começa o sucesso em nossa profissão e em nossa empresa?

Onde começa o sucesso em nossa profissão e em nossa empresa? Descubra na Coluna de Negócios, Gestão e Empreendedorismo!
Imagem: Freepik / Foto criada por @pressfoto

Muitas vezes nos perguntamos “eu sou bem sucedido?”. O que é ser bem sucedido para você? Onde começa o sucesso em nossa profissão e em nossa empresa segundo a constelação empresarial?

A Constelação Empresarial é um método baseado na filosofia do psicoterapeuta de Bert Hellinger, que desde 1980 estuda famílias e organizações para entender e auxiliar o sistema que as compõem. Através da constelação sistêmica é possível buscar soluções para qualquer tipo de questão, principalmente as relacionadas ao universo corporativo/profissional, uma vez que são analisadas as dinâmicas ocultas que influenciam o sistema, a relação entre eles e o próprio sistema em que as pessoas estão inseridas.

Essa ferramenta nos ajuda a compreender onde e como o ambiente reflete em ações e decisões, assim é possível investigar e buscar soluções para todo tipo de conflito relacionado ao universo corporativo/profissional.

Quando falamos sobre vida profissional e o sucesso de um empreendimento devemos lembrar que, para a constelação empresarial, o sistema familiar sempre vem antes que o da empresa e do próprio profissional.

Onde começa o sucesso em nossa profissão e em nossa empresa? Começa com nossa mãe! Como o sucesso chega a nós? Como pode vir? Quando a nossa mãe pode vir a nós e quando nós a honramos como tal.

Uma frase muito famosa de Hellinger e que eu sempre gosto de lembrar é:  “Aquele que não tem êxito com a mãe, também não encontrará êxito na profissão!” Essa é a prova que o relacionamento entre mãe e filhos influencia a vida profissional de qualquer pessoa, nossa relação com nossa mãe define o sucesso e o fracasso em todas as áreas da nossa vida. A mãe exerce um papel fundamental dentro do sistema e quando essa ordem é desrespeitada os problemas começam a acontecer.

O papel da mãe dentro de um sistema está ligado à vida, quando há ausência da mãe, independente do motivo, a criança sente essa ausência, podendo sentir-se perdida, carente e não pertencente ao sistema. Esses sentimentos acompanham a criança até a vida adulta, tornando-se um adulto carente, perdido e que sente que as oportunidades não chegam até ele.

É importante, como adulto, reconhecer que a mãe deu o que pode e honrar o que foi dado, só assim é possível liberar os sentimentos guardados da infância e abrir o caminho para servir a vida, assim como nossa mãe nos serviu.

Quando alguém se alegra com sua mãe, também se alegra com sua vida e seu trabalho. À medida em que alguém toma a sua mãe totalmente, com tudo aquilo que ela lhe presenteou tomando isso com amor, a sua vida e seu trabalho o presentearão, na mesma medida, com sucesso.

Quem tem reservas em relação a sua mãe, as tem também em relação à vida e à felicidade. Assim como sua mãe se afasta dele como consequência de suas reservas e sua rejeição, assim a vida e o sucesso se afastam dele.

Proponho que você faça um pequeno exercício, repita essa frase até sentir-se convicto dessa certeza: “Minha mãe é um ser humano que assim como eu possui limitações e talentos. Ela fez o que era possível com os recursos que tinha. Eu recebo a vida e assim sou responsável como adulto pelos meus resultados. Eu me liberto e te liberto”.

Não esqueça do mais importante: honrar pai e mãe. Reconheça o passado, mesmo que ele tenha dores e feridas, reverencie o que você recebeu, respeite as escolhas e decisões dos seus pais e siga a sua vida com leveza e independência. Honre tudo o que foi da melhor maneira que você puder com os recursos que você tem, assim é possível colocar em ordem o sistema e respeitar a hierarquia, trazendo leveza e força para a sua vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.