Servidora da Prefeitura de Maringá que ganharia menos como CC volta a condição de FG

Por: - 4 de julho de 2018

Entre os 61 servidores da Prefeitura de Maringá que tiveram o benefício da função gratificada trocado pela nomeação em cargo comissionado, a gerente de Agricultura e Pecuária da Secretaria de Municipal de Inovação e Desenvolvimento Econômico foi a única que passaria a ter um salário menor no final do mês.

Na reportagem do Maringá Post, sobre as mudanças baseadas na lei da sopa de letrinhas, em que foi demonstrado um impacto financeiro superior a R$ 700 mil por ano na folha de pagamento, foi adiantado que muito provavelmente a gerente pediria para regressar ao status anterior.

Foi o que aconteceu. Mais dois decretos foram publicados a partir da CI nº 2018044389-SERH. Um dos decretos torna sem efeito a nomeação da servidora como cargo comissionado e o outro torna sem efeito a exoneração da função gratificada.

Com a revisão, a gerente de Agricultura e Pecuária vai ficar, claro, com o salário maior.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.