Musical Do Teatro Brasileiro de Protesto tem apresentações gratuitas na terça e quarta. Vida Severina, Tempo de Guerra e Roda Viva embalam a peça

Por: - 9 de dezembro de 2018
Cena do espetáculo "Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) Um Musical" / Renato Domingos

O espetáculo Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) – Um Musical, que canta os primeiros anos da ditadura militar no Brasil, tem duas apresentações gratuitas na terça (11/12) e quarta-feira (12/12), a partir das 21 horas, na Oficina de Teatro da UEM.

O responsável pela concepção e direção da peça é o professor Eduardo Montagnari, fundador do TUM (Teatro Universitário de Maringá).

Ele conta que sempre quis encenar um trabalho reunindo as canções que ajudaram a escrever a história do Teatro Musical Brasileiro na segunda metade dos anos 1960.

Transformar a ideia em projeto, porém, foi um desafio. “Foi apenas em 2014, com os 29 alunos e alunas da disciplina de Práticas Teatrais III, no curso de licenciatura em Artes Cênicas do Parfor (Plano Nacional de Formação de Professores) da UEM, que o experimento ganhou contornos mais nítidos”, explica Montagnari.

As musicistas Goreti Maranho e Felícia Cristina foram as primeiras a se juntarem ao projeto que, em seguida, foi somado com o ator Raul Bezerra, os músicos Rafael Morais e João Furlan. Mais recentemente, Andro Gustavo (percussão), Thalisson Picinatto (acordeom) e Bruno Tostes (iluminação/sonoplastia) completaram o elenco.

O enredo do musical é resultado da seleção, organização e articulação de canções, fragmentos e textos de peças de protesto da segunda metade dos anos 1960.

Na contramão da ditadura, mais do que nunca era preciso cantar. “As canções que faziam as ‘cabeças e corações’ de grande parte da geração estudantil da qual fiz parte estão na origem deste trabalho”, conta o diretor.

Opinião, Liberdade-Liberdade, Rosa de Ouro, Arena conta Zumbi, Morte e Vida Severina, Tempo de Guerra e Roda Viva são alguns dos títulos que embalam a peça “Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) Um Musical”.

Como considera Montagnari, esse é um trabalho dedicado “a todos que emprestaram e a todos que emprestam suas vozes para dizer não às múltiplas violências de todos os dias, todas as horas, momentos e manhãs”.

O espetáculo é realizado por meio do Prêmio Aniceto Matti, da Secretaria Municipal de Cultura de Maringá.

Serviço:

  • Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) Um Musical
  • Data: 11 e 12/12 | Oficina de Teatro da UEM
  • Local: R. Dr. Alberto Byngton Júnior, 343 – Zona 7.
  • Horário: 21 horas
  • Entrada gratuita
  • Classificação Livre

Quem curte música eletrônica não pode perder as duas noites da Elements of Life Festival em Maringá.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.