Musical Do Teatro Brasileiro de Protesto tem apresentações gratuitas na terça e quarta. Vida Severina, Tempo de Guerra e Roda Viva embalam a peça

Por: - 9 de dezembro de 2018
Cena do espetáculo "Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) Um Musical" / Renato Domingos

O espetáculo Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) – Um Musical, que canta os primeiros anos da ditadura militar no Brasil, tem duas apresentações gratuitas na terça (11/12) e quarta-feira (12/12), a partir das 21 horas, na Oficina de Teatro da UEM.

O responsável pela concepção e direção da peça é o professor Eduardo Montagnari, fundador do TUM (Teatro Universitário de Maringá).

Ele conta que sempre quis encenar um trabalho reunindo as canções que ajudaram a escrever a história do Teatro Musical Brasileiro na segunda metade dos anos 1960.

Transformar a ideia em projeto, porém, foi um desafio. “Foi apenas em 2014, com os 29 alunos e alunas da disciplina de Práticas Teatrais III, no curso de licenciatura em Artes Cênicas do Parfor (Plano Nacional de Formação de Professores) da UEM, que o experimento ganhou contornos mais nítidos”, explica Montagnari.

As musicistas Goreti Maranho e Felícia Cristina foram as primeiras a se juntarem ao projeto que, em seguida, foi somado com o ator Raul Bezerra, os músicos Rafael Morais e João Furlan. Mais recentemente, Andro Gustavo (percussão), Thalisson Picinatto (acordeom) e Bruno Tostes (iluminação/sonoplastia) completaram o elenco.

O enredo do musical é resultado da seleção, organização e articulação de canções, fragmentos e textos de peças de protesto da segunda metade dos anos 1960.

Na contramão da ditadura, mais do que nunca era preciso cantar. “As canções que faziam as ‘cabeças e corações’ de grande parte da geração estudantil da qual fiz parte estão na origem deste trabalho”, conta o diretor.

Opinião, Liberdade-Liberdade, Rosa de Ouro, Arena conta Zumbi, Morte e Vida Severina, Tempo de Guerra e Roda Viva são alguns dos títulos que embalam a peça “Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) Um Musical”.

Como considera Montagnari, esse é um trabalho dedicado “a todos que emprestaram e a todos que emprestam suas vozes para dizer não às múltiplas violências de todos os dias, todas as horas, momentos e manhãs”.

O espetáculo é realizado por meio do Prêmio Aniceto Matti, da Secretaria Municipal de Cultura de Maringá.

Serviço:

  • Do Teatro Brasileiro de Protesto (1964-1968) Um Musical
  • Data: 11 e 12/12 | Oficina de Teatro da UEM
  • Local: R. Dr. Alberto Byngton Júnior, 343 – Zona 7.
  • Horário: 21 horas
  • Entrada gratuita
  • Classificação Livre

Quem curte música eletrônica não pode perder as duas noites da Elements of Life Festival em Maringá.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.