Com votação aberta ao público, prato feito com costela, café e milho vence o Festival Gastronômico Sabores da Terra de Maringá

Por: - 21 de maio de 2018

Encerrado no dia 30 de abril, o Festival Gastronômico Sabores da Terra tem, enfim, os seus vencedores. O evento foi realizado entre os dias 16 e 30 de abril e contou com a participação de 24 restaurantes.

O público tinha a opção de votar no seu prato favorito. Para a votação, foram entregues cédulas aos restaurantes participantes com a seguinte pergunta: “De 0 a 10, qual nota você dá para esse prato?”

Em primeiro lugar ficou o restaurante Casa da Mãe Joana, com o croquete de costela.

Lucas Ogawa, sócio-proprietário do estabelecimento, diz que não esperava ganhar. “É a primeira vez que a gente participa de um festival. Estamos muito felizes com o primeiro lugar”, disse.

Ogawa acredita ter ganhado o prêmio pela sensação diferenciada que o prato ofereceu ao paladar dos clientes. “O croquete causa uma explosão de sabores na boca de quem prova”, afirma.

O croquete, vencedor do festival, era feito de costela, café e um mini milho que remetia a ingredientes básicos da região, como exigiam as regras do festival.

O sucesso foi tão grande que o prato deve voltar ao cardápio em breve. “Pensamos em fazer algo que tivesse nossa identidade e casasse com o conceito do festival. O resultado foi tão positivo que vamos incluir o prato no cardápio com algumas adaptações”.

Em segundo lugar ficou o restaurante Habanero, com o prato massa fresca com ragu de filé mignon. E o terceiro lugar ficou com o restaurante Armazém Português, com o prato risoto de bacalhau com alho poró.

O festival gastronômico foi organizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), em parceria com a Diretoria de Turismo da Prefeitura de Maringá.

Uma das responsáveis pela organização do evento, Thaise Bueno, secretária executiva da ABRASEL, diz que a primeira edição do festival teve uma alta receptividade. “A gente vê o festival de uma maneira muito positiva”, avalia.

Thaise ponderou que o evento foi realizado num período de baixa movimentação, pré-Expoingá, onde muitas pessoas deixam de sair de casa no aguardo da exposição.

“O festival fez com que o movimento aumentasse. As pessoas iam aos restaurantes e bares procurando pelos pratos do festival”, diz.

O diretor de Turismo da prefeitura, Amarildo Torres, também faz uma avaliação positiva. “O festival gastronômico vem ao encontro com outras ações feitas para fortalecer a cidade como polo turístico”, afirma.

Nesta segunda-feira (21/5) também foi realizado o sorteio entre os participantes da votação do festival, onde o prêmio é um voucher de R$ 200 para utilizar no restaurante vencedor.

A vencedora foi a Beatriz Cartolo. Ela foi a cliente de número 105 a participar da votação. Clique aqui para ver o vídeo do sorteio.

Votação do Festival Gastronômico teve baixa adesão

A votação era aberta a todos os clientes, mas apenas 150 pessoas avaliaram os pratos. Para a secretária executiva da ABRASEL, a baixa adesão pode ter ocorrido por ter sido a primeira edição do evento.

“A participação e busca pelos pratos exclusivos do festival foi muito grande. Mas ainda é necessário um processo de adaptação e de costume dos restaurantes participantes em entregar as fichas para todos os clientes que comprarem os pratos”, avalia.

O diretor de Turismo, Amarildo Torres, considera que “as poucas possibilidades de divulgação do evento podem ter influenciado no baixo número de votantes”.

Ambos declaram que para a próxima edição, esse item será melhor trabalhado para que haja maior envolvimento e engajamento dos participantes.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.