Bloco “Acorda Menina” encerra o carnaval de rua de Maringá neste sábado com muito pop, funk, marchinhas e música eletrônica

Por: - 16 de fevereiro de 2018
Bloco de rua Kika na Rua, no Carnaval de Maringá de 2018 / Divulgação

O feriado de Carnaval já passou, mas o bloco Acorda Menina, desfila nas ruas de Maringá neste sábado (17/2). A promessa é despertar os foliões para aproveitar mais um final de semana com festa e diversão, nos moldes do carnaval de rua, realizado no feriadão.

Uma das organizadoras do bloco, Bruna Barroca, explica que o nome do grupo busca animar a galera que está “morta” por causa da folia. “O Acorda Menina é por causa da ressaca de Carnaval, trouxemos um bordão que todo mundo conhece. A festa tem que continuar”, diz entusiasmada.

O bordão ficou conhecido pela apresentadora Ana Maria Braga, que sempre solta um “Acorda menina!” no início do programa Mais Você, na Rede Globo.

A concentração vai acontecer a partir das 14 horas, na Avenida Prudente de Moraes, 945, em frente ao Atari Bar. O bloco será embalado pelo pop, funk, marchinhas e eletrônico. Os DJ´s começam a tocar a partir das 15 horas e às 16h30 está programada a saída do bloco.

O percurso nas ruas tem previsão de duração de de 30 a 40 minutos. Eles saem da frente do Atari Bar, na avenida Prudente de Moraes, e viram na Duque de Caxias até chegar no estacionamento da Vila Olímpica, próximo à Avenida Colombo.

No “Lounge do Amô”, as músicas ficam por conta das Djs Éla Petit e Dayana Santos da casa noturna New York Lounge. Também faz parte das atrações a Drii Maganha, Oriana Perin e Vinícius Luiz, da tradicional “Batalha de Playlist” do Kubitschek Bar

As baterias Biotucada e Exateria da Universidade Estadual de Maringá (UEM) também vão participar do bloco. O término da festa está marcado para às 21 horas.

De acordo com a organização do bloco, são esperadas de 6 a 8 mil pessoas. O diretor de eventos da Secretária de Cultura, Luiz Fernando Neves, diz que serão disponibilizados 40 banheiros químicos e o efetivo de segurança privada, da Polícia Militar e da Guarda Municipal ultrapassa cem pessoas. “Estamos preparados para receber até 10 mil pessoas neste sábado”, afirma.

Para garantir a segurança na Avenida Colombo, como foi definido no acordo entre a Prefeitura e a Justiça Federal, será mantido neste sábado o gradil para evitar a travessia de pedestres. Além disso, 20 seguranças estarão no local para impedir que foliões pulem a barreira.

Nos seis dias de folia do Carnaval, 60 mil pessoas curtiram a folia em Maringá, segundo informações da prefeitura.

Do carnaval de rua para os festivais

O Acorda Menina, que nasceu no final de 2017, justamente para o Carnaval de rua de Maringá, será o primeiro evento oficial da Hollic Eventos. Bruna Barroca e mais quatro sócias criaram a agência com o objetivo de inovar nas festas maringaenses.

A empresa tem projetos para realizar festivais na região. “O objetivo é trazer algo inovador. Trazer festas como as realizadas em São Paulo, com qualidade no atendimento e suporte.”

Ela adianta que pretende trazer grandes nomes do funk e do pop em junho. “Também queremos um novo ambiente, um espaço diferente do que o pessoal de Maringá está acostumado”, promete.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.