Maringá ocupa 3º lugar em ranking da transparência no Paraná

Nesta edição o destaque é o divulgação do ranking da transparência realizado pelo Tribunal de contas do Paraná que avalia as 399 cidades do estado. Maringá ocupa a 3 colocação como uma das melhores em transparência nas contas públicas do estado.

Confira todos os assuntos

  • Entre mais transparêntes:

Maringá ocupa o terceiro lugar entre os 399 municípios do Paraná no ranking dos portais da transparência dos 399 municípios paranaenses, publicado pelo Tribunal de Contas do Estado. A listagem tem como base o Índice de Transparência da Administração Pública (ITP) de cada prefeitura. O indicador, desenvolvido pelo TCE-PR em 2018, foi aferido pela primeira vez no final do ano passado.

A primeira colocada foi a Prefeitura de Candói (Centro-Sul), que atingiu a nota de 94,48%. Na sequência, aparecem os poderes executivos municipais de Cascavel (93,07%), Maringá (85,37%), Londrina (84,89%) e Andirá (81,58%). A capital, Curitiba, ficou na 198ª posição, com pontuação de 65,23%. A última colocada foi a administração de Luiziana (6,01%). Todos os gestores foram notificados previamente a respeito da realização da avaliação.

  • Boletim desta quarta:

O boletim sobre covid-19 indica 16 novos casos hoje, 27. Agora são 320 casos confirmados na cidade, 142 pacientes recuperados e 6 óbitos. Os casos confirmados nesta quarta seguem o perfil majoritário das últimas semanas: mulheres, entre 20 e 40 anos.

  • Prestação de contas da saúde em Maringá:

O secretário de Saúde, Jair Biatto, prestou contas na tarde de hoje, 27, sobre primeiro quadrimestre de 2020 da Secretaria de Saúde de Maringá, entre janeiro e abril. Apresentação na Câmara de Vereadores durou pouco mais de 2 horas e foi dividida em duas partes: primeira com ações, atendimentos e procedimentos. Segunda sobre parte financeira. Secretário citou que até 30 de abril havia sido empenhado 31% do orçamento de R$ 565,9 milhões de 2020. “Está tudo em dia, sem atrasos, com prestadores de serviços”, respondeu Biatto sobre pagamento de hospitais e outros prestadores, mesmo com a queda de serviços pela pandemia do coronavírus.

Assista à edição completa:

Jovem Pan
O trabalho da Rádio Jovem Pan atende aos anseios de seus ouvintes: “nosso público é exigente, quer a melhor informação, o jornalismo correto e analítico. Por esse motivo, a Jovem Pan se desdobra e está sempre à frente de seu tempo, com iniciativas pioneiras que se tornaram norma básica nesta casa”, diz o diretor-presidente da emissora, Antonio Augusto Amaral de Carvalho – o Tuta – acrescentando que a credibilidade da Jovem Pan vem da informação responsável e sem distorções, que analisa e esclarece com a atenção voltada exclusivamente ao ouvinte, o que representa uma forma de atuação no seu próprio tempo.
Últimas vagas de Empregos