Setor de serviços lidera geração de emprego em abril no Paraná

O Paraná fechou o mês de abril com 8.925 novas vagas de empregos com carteira assinada.

Os serviços, que envolvem restaurantes, lanchonetes, hotéis, imobiliárias e transporte, entre outras áreas, lideram o número de vagas geradas, concentrando 4.074 novos postos de trabalho no período, o equivalente a 45% do total.

Na sequência, estão os setores de comércio, com 2.229 vagas; a indústria, com saldo de 2.177 vagas; e agricultura e pecuária, com 639 vagas.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, e foram levantados pelo Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf).

O estudo leva em conta a série sem ajustes, que não tem as informações das declarações entregues fora de prazo pelos empregadores.

O destaque entre os setores fica para os serviços de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, que somaram mais de 20 mil novas vagas.

A indústria vem na sequência com mais de 12 mil novos postos e em terceiro estão os serviços que envolvem a área de administração pública. A área que lidera as contratações é a indústria de transformação, com 2.161 vagas abertas no mês. O segmento de água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação teve saldo de 12 vagas e a indústria extrativista outras 25.

Os outros segmentos também tem indicadores positivos: construção; agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e agricultura; transporte, armazenagem e correio; alojamento e alimentação; comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas; outras atividades de serviços, artes, cultura, esporte e recreação e serviços domésticos.

Entre os segmentos que compõem o setor de serviços, o que mais abriu novas vagas em abril foi o de atividades relacionadas à áreas de administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, com 2.087 postos.

Na sequência estão alojamento e alimentação (1.211 vagas); transporte, armazenagem e correio (787); e artes, cultura, esporte e recreação (181). Outras atividades de serviços ainda somam 365 postos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.