Anvisa flexibiliza medidas sanitárias em aeroportos e aeronaves

O uso de máscaras dentro do avião e nas áreas restritas dos aeroportos continua obrigatório, mas outras medidas foram flexibilizadas.
Imagem: Freepik / Foto criada por @rawpixel.com

A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quinta-feira (12) a flexibilização das medidas de proteção sanitária em aeroportos e aeronaves. De acordo com o órgão, as atualizações foram feitas após a decretação do fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Covid-19.

De acordo com as novas normas, o serviço de bordo voltou a ser permitido e, embora a utilização de máscaras durante o voo continue obrigatória, é permitido retirá-la no momento da alimentação. Também foi aprovado o o retorno da capacidade máxima de passageiros no transporte para embarque e desembarque pela área remota.

Além da obrigatoriedade do uso de máscaras dentro do avião e nas áreas restritas dos aeroportos, o desembarque continuará sendo realizado por fileiras, e os procedimentos de limpeza e desinfecção de ambientes e superfícies serão mantidos. O distanciamento físico continua recomendado sempre que possível.

Recomendações

A Anvisa recomenda que os serviços de bordo sejam feitos da maneira mais breve possível, para não prejudicar significativamente o uso de máscaras pelos viajantes.

Além disso, recomenda-se que todos os resíduos sólidos gerados – como copos, pratos, garfos, entre outros –  devem ser recolhidos o mais breve possível, principalmente os objetos que possam entrar em contato direto ou indireto com a boca.

Dados divulgados pela Agência Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.