Racismo Estrutural é debatido nesta quarta no Festival Afro-Brasileiro de Maringá

racismo estrutural

O racismo estrutural, tema que ultimamente rendeu muitos livros, palestras e debates, será o assunto desta quarta-feira, 17, no Festival Afro-Brasileiro de Maringá, aberto segunda-feira e que prossegue até sábado, dia 20.

Para discutir o racismo estrutural com seu conjunto de práticas institucionais, históricas e culturais que frequentemente coloca um grupo étnico ou social em posição vantajosa em detrimento de outros grupos, foram convidados para debatedores a representante da APP-Sindicato na região de Maringá, professora Vilma Reis, a secretária de Lutas Contra o Racismo na Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação, Iêda Leal, e Lúcia Xavier. A mediação estará a cargo de Delton Aparecido Felipe, professor de História da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

O debate começa às 19h30, com transmissão ao vivo pelo YouTube. Confira neste LINK

Na quinta-feira, no mesmo horário e canal no YouTube o Festival Afro-Brasileiro vai prestar homenagem a dois líderes da causa negra Maringá que morreram neste ano. O professor Jairo de Carvalho, um dos fundadores da Associação União e Consciência Negra e estudioso das religiões de matriz africana, morreu em abril de um câncer diagnosticado apenas quatro semanas antes, e o advogado Alaor Gregório de Oliveira morreu aos 77 anos em agosto. Ambos foram grandes lutadores pela igualdade racial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *