Morre Moisés Cândido, ex-supervisor do Grêmio de Maringá; três dos seis da foto morreram nos últimos 6 meses

moisés cândido

Morreu na noite deste sábado em Maringá o desportista Moisés Cândido dos Santos, de 73 anos, que foi supervisor e gerente de Futebol de vários clubes brasileiros, entre eles o Grêmio de Esportes Maringá.

Não foi informada a causa da morte, mas sabe-se que o desportista estava doente há cerca de um ano.

Segundo o jornalista Antonio Roberto de Paula, fundador e diretor do Museu Esportivo de Maringá, Moisés era figura muito querida e trabalhou com grande competência em clubes de diversos Estados brasileiros.

 

A última foto para três

Há dois anos, Moisés se reuniu com antigos colegas de trabalho em um encontro que o Museu Esportivo promoveu de jogadores que pertenceram ao Grêmio. Na foto que integra o acervo do Museu, o goleiro Maurício Gonçalves, Edvaldo Júnior, Moisés Cândido, Cléber Gomes, Vanderlei e Edmilson Rodrigues Marques; e na recepção ao professor Gabriel Kara Neto.

Dos que aparecem na foto, Moisés é o terceiro a morrer em menos de seis meses. O goleiro Maurício, campeão paranaense pelo Grêmio Esportivo Maringá, faleceu no dia 8 de abril vítima da covid-19 e Cléber, que jogou também no México, morreu no dia 31 de julho, também de covid, apenas algumas horas após a morte de sua esposa, a professora Natalina Aparecida Gatti Gomes, outra vítima da covid.

Moisés Cândido foi sepultado no final da tarde deste domingo no Cemitério Municipal de Maringá.

 

Outras notícias de Maringá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *