Segundo a Defesa Civil, quase 130 árvores caíram durante temporal. Uma delas partiu-se ao meio com um raio

15 de setembro de 2021
Árvore partiu-se ao meio no Jardim Alvorada/ Foto - Repórter Claudiomar Cesar (Facebook)

Equipes da prefeitura, Copel e Defesa Civil retomaram na manhã desta quarta-feira, 15, o trabalho para reorganizar a cidade após o temporal da tarde de ontem. Segundo o balanço que foi divulgado no período da noite, 129 árvores caíram na cidade. Também foram confirmados 59 quedas de galhos de grande porte, 31 residências atingidas, 10 carros danificados e 41 lonas distribuídas.

Na avenida Ney Aminthas Barros Braga, Jardim Alvorada – um dos bairros mais afetados pelo temporal – um raio partiu ao meio uma árvore de grande porte. Na zona norte da cidade os bairros com o maior número de ocorrências atendidas foram: Vila Morangueirinha, Tuiuti, Quebec, Parque das Palmeiras, Parque das Bandeiras e proximidades.

Leia também:

Ainda durante a noite, milhares de residências e estabelecimentos comerciais permaneciam sem energia elétrica. Ao todo, pela cidade, foram 30 mil unidades. As equipes da Copel permanecem nas ruas para restabelecer o fornecimento, mas não há ainda um prazo para a plenitude do sistema. Nesta manhã, são aproximadamente 6 mil imóveis a serem atendidos, e equipes de outras localidades estão dando reforço aos serviços de recomposição do sistema. A Copel registra até o momento 40 postes quebrados em Maringá e outros 11 na região, principalmente em áreas rurais próximas a Colorado.

Previsão
Ao contrário de ontem, para esta quarta-feira, o Simepar prevê chuva para Maringá. A previsão é de chuva intensa para o fim da tarde e início da noite. Ao longo do dia, a temperatura sobe para a casa dos 30ºC. Já o Climatempo indica previsão de chuva para o dia todo com temperaturas elevadas.

Atualização – a Defesa Civil atualização para 129 árvores caídas em Maringá.