Ecoponto itinerante vai aos bairros recolher óleo de cozinha usado

O recolhimento nos bairros de óleo de cozinha usado tanto será uma proteção para o meio ambiente quanto renderá matéria para a produção de vários produtos oriundos da reciclagem, como sabões e detergentes

17 de julho de 2021
óleo de cozinha
O óleo de cozinha usado é um dos grandes problemas ambientais do Brasil

A Secretaria do Meio Ambiente e Bem-Estar Animal agora terá o Instituto Cidade Canção como parceiro na destinação correta do óleo de cozinha usado. Além de doar um ecoponto para ser usado de forma itinerante no recolhimento de óleo nos bairros, os Supermercados Cidade Canção também terão pontos para o recolhimento do óleo, que será, depois de tratado, destinado à reciclagem, podendo ser transformado em biodiesel, sabão, detergente, óleo para motosserra, para a fabricação de asfalto, fertilizante ou outros produtos.

“Agrademos a parceria de entidades privadas em mais uma ação sustentável, de preservação ambiental”, disse o secretário Marco Antonio de Azevedo, do Ambiente e Bem-Estar Animal. “A gestão trabalha para gerar mais qualidade de vida aos Maringaenses e a isto será conseguido com a união do poder público com as instituições e a própria população”.

óleo de cozinha
O secretário Marco Antonio Azevedo mostra o ecoponto que vai percorrer a cidade

O recolhimento de óleo usado nos bairros é um braço do Projeto Maringá Cidade Limpa, que a prefeitura lançou há alguns dias.

Ir às pessoas leva conscientização

De acordo com Azevedo, o ecoponto será colocado em um veículo da prefeitura e percorrer a cidade em datas previamente anunciadas para que as pessoas levem suas garrafas de óleo inservível até o veículo. Segundo ele, há em Maringá vários locais que recebem óleo usado, como as escolas municipais e centros de educação infantil, mas nem sempre as pessoas têm tempo ou se lembram de levar suas garrafas, por isso é importante que o ecoponto vá até as casas.

“Essa medida vai proteger o meio ambiente, promover uma ação de conscientização nos bairros e ainda auxiliar os moradores com as práticas aconselhadas envolvendo descarte de resíduos. Descartar óleo de cozinha usado de maneira errada pode entupir o encanamento da pia e ainda prejudicar a rede de esgoto sanitário. Um litro de óleo pode contaminar um milhão de litros de água”.

 

Problema grande e antigo

No Brasil são usados 3 bilhões de litros de óleo ao ano. Como não é consumido integralmente, o problema de onde descartar o óleo que restou das frituras tornou-se um problema sério.

Muitas pessoas se livram do problema despejando o óleo usado na pia. Esse gesto errado causa muitos transtornos. Na rede de esgoto, o óleo pode se solidificar, aglutinar-se a outras partículas e entupir os encanamentos. Para se ter uma ideia de como isso é grave, 40% dos casos de entupimentos de tubulações são causados pelo óleo solidificado.

Outro modo comum de descartar o óleo é jogá-lo no lixo doméstico. Essa atitude também causa transtornos ambientais, já que a maior parte do lixo produzido no país vai parar em lixões. O óleo, quando em contato com o solo, causa a impermeabilização e dificulta a passagem de água até as camadas mais profundas da terra.