Com UTIs lotadas, Maringá corre para reforçar estrutura do Hospital Municipal

Por: - 30 de maio de 2021
Caminhão da Secretaria de Saúde
Um caminhão baú da prefeitura de Maringá foi a Curitiba buscar respiradores que o Estado repassou ao município

Com o sistema de saúde de Maringá e região metropolitana praticamente colapsado, a prefeitura de Maringá trabalha em regime de urgência para abrir novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).  Segundo o prefeito Ulisses Maia (PSD), estão sendo criados cinco novos leitos de UTI para reforçar a estrutura do Hospital Municipal e outros 10 no Hospital Bom Samaritano/Santa Rita.

Neste domingo, um caminhão baú da prefeitura de Maringá foi a Curitiba buscar respiradores que a Secretaria de Estado da Saúde repassou a Maringá.

Os 10 respiradores e 10 monitores cardíacosvão auxiliar no tratamento dos doentes por Covid-19. “O indíce de contaminados aumentou muito. Pessoas estão chegando aos hospitais em estado mais grave e precisam de tratamento urgente. O prefeito Ulisses Maia, com a Secretaria de Saúde, contactou o Governo do Estado pedindo apoio. O Governo mostrou sensibilidade e cedeu os equipamentos”, explica Marcelo Puzzi.

Novos equipamentos para o Hospital Municipal
Os equipamentos doados pelo governo estadual vão auxiliar no tratamento da covid-19   Foto: PMM

A urgência para a ampliação no número de leitos de UTI é conseqüência do aumento nos contágios pelo coronavírus e da constatação de que pessoas que estão sendo internadas em UTI nas últimas semanas estão passando mais tempo intubadas do que vinha acontecendo até dois meses atrás.

A equipe médica responsável pela UTI do Hospital Municipal tornou público o levantamento que apontou que hoje as pessoas intubadas estão em uma média de idade inferior  àquela verificada até abril.

Durante uma cerimônia de entrega de leitos de enfermaria em um hospital particular neste fim de semana, o prefeito disse que a urgência na ampliação dos leitos de UTI se justifica porque, com praticamente 100% de ocupação, pessoas que sofrem outros problemas de saúde que precisam de UTI não terão como ser internadas.

Neste fim de semana, por exemplo, 100% dos leitos de UTI para pacientes de covid-19 estão ocupados. E os demais leitos de UTI também se aproximam da lotação total.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.