Novo decreto torna medidas restritivas ainda mais rigidas em Maringá

26 de maio de 2021
Fiscalização das restrições
As fiscalizações do GGI são intensificadas nos fins de semana combatendo aglomeração em bar e outros ambientes

O decreto com medidas restritivas editado nesta quarta-feira pela prefeitura de Maringá e que entra em vigor às 5 horas da manhã da próxima sexta-feira, 28, apresenta algumas adequações do decreto que está em vigor hoje, adiantando o toque de recolher para as 20 horas e mantendo os supermercados fechados aos domingos. As medidas ainda mais rígidas valerão até o dia 11 de junho.

Em boa parte, o decreto segue o que está em vigor no Estado. De acordo com o prefeito Ulisses Maia (PSD), tornar as medidas restritivas ainda mais rígidas é uma necessidade diante dos índices alarmantes nas taxas de positividade e transmissibilidade de coronavírus, além da ocupação de 100% dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Outros municípios estão adotando medidas ainda mais restritivas do que Maringá. É o caso de Campo Mourão, que entra em lockdown nesta quinta-feira e mantém a cidade fechada – inclusive atividades consideradas essenciais – até o dia 10.

Conforme o Decreto Estadual, confira o link, o Toque de Recolher fica estabelecido no período das 20 horas às 5 horas, diariamente, com restrição de circulação em espaços e vias públicas. No período também ficam proibidos a venda e o consumo de bebidas. O não cumprimento acarretará em multa de R$ 1 mil para o consumidor e de R$ 10 mil para o estabelecimento que fizer a comercialização.

De segunda a sexta-feira, o horário do comércio de rua não essencial, galerias, centros comerciais e prestação de serviços não essenciais, será das 9 horas às 18 horas. O funcionamento dos shopping centers, de segunda a sexta, será das 11 horas às 20 horas.

Bares e restaurantes poderão funcionar de segunda a sexta-feira até as 20 horas.

Os supermercados funcionarão de segunda a sábado, até as 20 horas, fechando aos domingos e feriado de 3 de junho.

As academias de ginástica para práticas esportivas individuais ou coletivas poderão funcionar de segunda a sexta-feira, das 6 horas às 20 horas, com limitação de 30% da capacidade.

Permanecem suspensos os eventos de quaisquer natureza, inclusive churrascos, festas, confraternizações, reuniões. Casamentos autorizados pela Secretaria de Inovação poderão ser realizados respeitando regras como toque de recolher e proibição de consumo de bebidas entre 20 e 5 horas, distanciamento social, entre outras.

Durante o decreto, fica proibido o uso de áreas de lazer públicas, tais como quadras esportivas, pista de caminhada do Parque do Ingá, Bosque 2, Vila Olímpica, etc, complexos de esporte e lazer, academias da terceira idade, pistas de skate, complexos esportivos “Meu Campinho”. Os parques públicos também serão fechados.

Os parques do Ingá, Alfredo Werner Nyffeler e Parque do Japão poderão abrir somente de segunda a sexta-feira.

As igrejas poderão funcionar todos os dias, seguindo o Toque de Recolher, com até 30% da capacidade.

 

Fins de semana e feriado

Bares, restaurantes, lanchonetes, food trucks, sorveterias, pizzarias, petiscarias, lojas de vendas de açaí, carrinhos de lanches e similares funcionarão somente por delivery, com atendimento até as 23 horas.

Supermercados, mercados, mercearias, padarias, quitandas, açougues e peixarias, funcionarão até as 20 horas somente no sábado, sendo proibido o consumo no local. No domingo estarão fechados.

Nos domingos e feriado fica autorizada a abertura e funcionamento somente dos seguintes estabelecimentos e atividades: postos de combustíveis, com exceção das lojas de conveniência; farmácias; clínicas médicas e veterinárias somente para atendimento de urgência e emergência; segurança privada; prestação de serviço de natureza emergencial.