Fim de semana em Maringá é afetado pelas restrições no novo decreto

Por: - 21 de maio de 2021
supermercado
Supermercados funcionam normalmente nos sábados e domingos

Como os casos de contágio e internações voltaram a subir nos últimos dias, o novo decreto municipal com medidas restritivas em razão da covid-19 em Maringá, em vigor desde a madrugada desta sexta-feira, é mais rígido do que os anteriores.

Com as novas restrições, que prosseguem até o dia 31, a prefeitura espera reverter os números da pandemia e Uma das principais mudanças é a antecipação do toque de recolher para as 22 horas, o que evitará aglomerações em espaços públicos durante a noite.

As restrições levam em consideração o aumento de casos, a lotação de unidades de saúde, enfermarias e UTIs. Confira o decreto na íntegra.

Dificuldade para vestibulandos

O novo decreto da prefeitura traz problemas para milhares de pessoas que virão a Maringá neste final de semana para o vestibular da Universidade Estadual de Maringá (UEM) porque não poderão almoçar ou fazer lanche nos restaurantes, bares e lanchonetes da cidade.

Embora esses estabelecimentos estejam autorizados a funcionar, eles não poderão servir no local, o que significa que o cliente pode comprar, mas terá que comer em outro lugar.

As ações de fiscalização, segundo a prefeitura, serão mais rígidas e intensificadas no período, sobretudo, nos casos de perturbação do sossego, descumprimento dos horários de fechamento dos estabelecimentos e toque de recolher.

Quem se atrever a não usar máscaras de proteção ou desobedecer o toque de recolher vai sentir no bolso, porque a multa nesses casos é de R$ 1 mil cada.

 

Sábado, 22 de maio

O que pode abrir

  • -Atividades comerciais, galerias e centros comerciais -das 9h às 13h com limitação de 50%
  • Shoppings centers – das 10h às 21h com limitação de 50%
  • Prestação de serviços – das 8h às 12h
  • Pet Shops e lojas agropecuárias – 8h às 20h
  • Serviço de Banho e Tosa – 8h às 12h
  • Supermercados, mercados, mercearias e padarias abertos até as 21h, com proibição de consumo no local a partir das 15h
  • Feiras livres e feira do produtor – até as 21h, com proibição de consumo no local após as 15h
  • Açougues, casas de massas, peixarias, quitandas, frutarias e similares – das 8h às 21h
  • Restaurantes, bares, alimentação dos shoppings e similares podem funcionar em atendimento presencial até as 15h. É permitida retirada no local e drive-thru até as 21h. O delivery está liberado até as 23h.
  • Lojas de conveniências e disk-bebidas com atendimento presencial e delivery até as 21h, sem consumo no local após as 15horas.
  • Academias de ginástica, escolas de natação, tênis, pilates, lutas, dança, crossfit e assemelhados, para práticas individuais, ficam autorizadas a funcionar das 6h às 15h com até 40% da capacidade do espaço.
  • Salões de beleza e barbearias, clínicas de estética, das 8h às 15h, com limitação de 50% da ocupação.

 

Domingo, 23 de maio

O que pode abrir

  • Restaurantes, bares, lanchonetes, padarias, pizzarias, sorveterias, lojas de açaí, carrinhos de lanche, food trucks, lojas das praças de alimentação dos shoppings poderão funcionar apenas por meio das modalidades de retirada no local e drive-thru até as 21h. O delivery está liberado até as 23h.
  • Supermercados, mercados, mercearias e padarias abertos até as 21h, com proibição de consumo no local.
  • Açougues, casas de massas, peixarias, quitandas, frutarias e similares – das 8h às 13h.
  • Feiras livres e feira do produtor – até as 21h, com proibição de consumo no local

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.