Com investimento de R$ 81,5 milhões, obras no Aeroporto de Maringá entram em fase final

Por: - 2 de fevereiro de 2021
A nova pista e demais intervenções viabilizam transporte de carga internacional / Aldemir de Moraes / SIACOM

As obras de reforma e ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Regional Silvio Name Júnior entraram na reta final. A nova pista e demais intervenções viabilizam transporte de carga internacional, agilizam manobra de aviões e garantem mais segurança aos passageiros.

De 2,1 mil metros, a pista passa a ter 2.380 metros e se transforma na maior do Estado, ultrapassando inclusive os 2,2 mil metros do Aeroporto Afonso Pena (São José dos Pinhais). O investimento é de mais de R$ 81,5 milhões oriundos de recursos do Governo Federal.

Segundo a prefeitura, foram necessários 45 mil caminhões de terra para aterro da nova taxiway. Ela passa a ter 45 metros de largura e resistência do pavimento com PCN 55 (Pavement Classification Number), em português, Número de Classificação de Pavimento. Foi reconstruído o pátio 1, de aeronaves, e ampliado o pátio 2.

Ao final da obra serão instalados balizamentos em led e sistema de luzes de aproximação. Além da pista, as intervenções contam com a reforma e ampliação (em fase final) da Seção Contra Incêndio (SCI) do Corpo de Bombeiros – que passará dos atuais 150 m² para 300 m².

O superintendente do Aeroporto, Fernando Rezende, explica que toda a intervenção buscou reduzir a interferência na operação de aeronaves e não causar transtornos aos usuários do aeroporto. Ele garante que “a modernização não para por aí”. Novos projetos estão em andamento para ampliação do terminal de passageiros, instalação de fingers e outros equipamentos para o conforto do usuário.

Com informações da Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Maringá.