Maringá termina 2020 com saldo positivo de empregos. Novembro obteve o maior saldo do ano

29 de janeiro de 2021
Trabalho
Maringá obteve resultado positivo em setes meses / Reprodução

Apesar da crise sanitária e econômica provocada pelo novo coronavírus, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) aponta que Maringá encerrou 2020 com saldo positivo de empregos.

Entre os meses de janeiro e dezembro de 2020, o município registrou 66.216 admissões e 66.140 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 76 postos de trabalho.

Na evolução do saldo, Maringá obteve resultado positivo em sete meses, sendo eles em janeiro (562), fevereiro (1.281), julho (248), agosto (755), setembro (1.132), outubro (1.345) e novembro (2.007). O mês com maior resultado negativo foi abril (-3.603).

A atividade econômica que obteve maior resultado positivo foi a construção (517). Em seguida foi o comércio (150) e agropecuária (36). As atividades que ficaram no negativo são indústria (-299) e serviço (-328).

Paraná no positivo

O Paraná também encerrou o ano de 2020 com 1.193.316 admissões e 1.140.646 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 52.670. Ao contrário de Maringá, o Estado obteve o maior saldo positivo nas atividades industriais (24.799).

Veja como ficaram os resultados das atividades econômicas do Paraná:

  1. Indústria | 24.799 novos postos de trabalho
  2. Construção | 16.657 novos postos de trabalho
  3. Comércio | 7.169 novos postos de trabalho
  4. Agropecuária | 2.180 novos postos de trabalho
  5. Serviços | 1.865 novos postos de trabalho

O Estado registrou saldo positivo em oito meses de 2020, sendo janeiro (18.111), fevereiro (28.729), junho (1.959), julho (14.212), agosto (16.557), setembro (19.909), outubro (32.564) e novembro (28.940). Os meses com saldo negativo são março (-13.854), abril (-60.694), maio (-25.686) e dezembro (-8.077).