Técnica de enfermagem é a primeira vacinada contra a Covid-19 em Maringá

Por: - 19 de janeiro de 2021
Técnica de enfermagem Ana Paula de Oliveira Machado foi a primeira maringaense a receber a vacina contra Covid-19 / PMM

A técnica de enfermagem do Hospital Municipal, Ana Paula de Oliveira Machado, de 37 anos, foi a primeira vacinada contra a Covid-19 em Maringá. Ela e outros quatro profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus foram vacinados nesta terça-feira (19/1), por volta das 14h30, no Hospital Municipal.

Ana Paula Machado trabalha na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal e cuidou do pai diagnosticado com Covid-19. O pai dela não resistiu e morreu em 20 de dezembro por complicações da doença.

Os outros quatro profissionais de saúde vacinados representam servidores das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte e Zona Sul, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e os médicos.

As doses da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, chegaram nesta terça-feira por volta das 13h no Aeroporto Regional de Maringá. As doses chegaram de avião com o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto.

A 15ª Regional de Saúde de Maringá recebeu 9.360 doses da vacina. Desse total, a maior parte foi destinada para Maringá, que ficou com 6.053 doses.

Veja vídeos do momento da chegada das primeiras doses:

Após a chegada das doses no aeroporto, um comboio percorreu ruas da cidade em direção ao Hospital Municipal, para a cerimônia de abertura da campanha.

Nesta primeira etapa da primeira fase, 5.185 pessoas serão imunizadas em Maringá. São profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus, idosos e trabalhadores das instituições de longa permanência para idosos.

Plano de Vacinação 

O Plano de Vacinação da Secretaria de Saúde de Maringá segue o documento elaborado pelo Governo Federal e será dividido em 5 fases. A primeira é destinada para os trabalhadores da saúde, moradores e trabalhadores de asilos, totalizando 17.570 pessoas e 35.140 doses. A segunda fase é para pessoas maiores de 60 anos, o que corresponde 57.409 pessoas e 114.818 doses. Veja o plano completo aqui.

A terceira fase é destinada para pessoas com comorbidades (diabetes, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica, insuficiência renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea, demais indivíduos imunossuprimidos, anemia falciforme, obesidade grau 3 e síndrome de down. A população estimada é de 12.129 pessoas e 24.258 doses.

A quarta fase será para pessoas em situação de rua, serviço funerário, trabalhadores de força de segurança e salvamento, trabalhadores educacionais e da assistência social , trabalhadores do transporte Coletivo/Aéreo/Ferroviário/Caminhoneiros, população Privada de liberdade e trabalhadores do Sistema Prisional. São 12.129 pessoas estimadas e 24.258 doses.

A última fase é para pessoas menores de 60 anos, o que corresponde a 217.695 pessoas e 435.390 doses.