Após ser destaque em 2018, Maringá registra queda de 43,3% em investimentos em 2019

Por: - 29 de outubro de 2020
Segundo anuário Multi Cidades, Maringá registrou a maior redução de investimentos entre municípios da região Sul analisados / PMM

Levantamento do anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, lançado em outubro pela Frente Nacional dos Prefeitos, mostra que a maior redução de investimentos na região Sul do Brasil em 2019, entre as 17 cidades selecionadas para o estudo, foi a de Maringá. O município registrou queda de 43,3% em investimentos em 2019, em comparação com 2018.

No ano passado, a cidade registrou despesas de R$ 128.635,1 milhões com investimentos contra R$ 226.903,0 milhões em 2018. Os gastos com investimentos representaram 8,5% da despesa total e 7,9% da receita do município no ano passado.

O resultado negativo vem após Maringá ser destaque em 2018. Na 15ª edição do anuário, divulgada no ano passado, o município ocupava a segunda colocação em crescimento na região Sul. Entre 2017 e 2018, a cidade registrou aumento de 149,6% em investimentos. Em 2018, as despesas com investimentos foram de 226.903,0 milhões contra R$ 90.882,3 milhões em 2017.

O Multi Cidades considera como despesa com investimentos toda a despesa empenhada de capital, excluídas as amortizações da dívida e as operações entre órgãos. Inclui, portanto, as inversões financeiras.

O anuário (acesse aqui o levantamento completo) é elaborado pela Aequus Consultoria. Segundo a consultoria, o estudo é desenvolvido com base nos dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O diretor de Contabilidade e Finanças da Secretaria de Fazenda, Gilvane de Almeida Braga, afirma que o município realizou investimentos pontuais e de grandes valores em 2018, o que explica o pico de crescimento naquele ano em comparação com 2017.

Segundo levantamento da Secretaria de Fazenda, em 2018 foram investidos R$ 74,18 milhões na construção do Hospital da Criança e R$ 36,31 milhões na implantação de terminais para transporte coletivo.

“Tirando essas duas obras que excederam, você pode ver que 2017, 2018 e 2019 vai ser uniforme. O pico mesmo foi R$ 110 milhões em 2018 porque teve essas obras a mais, por isso cresceu 149,7% e no outro ano diminuiu, houve uma escalada. Se continuarmos vendo 2020, vai continuar crescendo na mesma reta”, disse Braga.

Apesar da queda em 2019, a cidade ocupa o 44º lugar entre os 100 municípios brasileiros mais bem posicionados em relação à investimentos no ano passado. Entre as cidades paranaenses, Maringá ocupa a terceira posição no ranking de investimentos, atrás apenas de Curitiba e Londrina, respectivamente.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.