Confira os serviços que podem funcionar no fim de semana em Maringá de acordo com os novos decretos

10 de julho de 2020
Restauntes não podem receber clientes durante fim de semana
Durante o fim de semana, restaurantes só podem trabalhar via delivery / Foto: divulgação PMM

Durante o enfrentamento ao novo coronavírus, várias medidas foram tomadas pelo Poder Público. Ao longo dos mais de 20 decretos municipais, muitas regras foram estabelecidas. Os bares e restaurantes fecharam, depois voltaram a funcionar, fecharam novamente, reabriram só para delivery, depois passaram a vender no balcão, e por fim, voltaram a funcionar com horário e público restrito. Atualmente, não podem funcionar no fim de semana.

Com as medidas tomadas pela Prefeitura de Maringá, o isolamento social foi incentivado em vários aspectos do dia a dia do maringaense. Buscando garantir a saúde e segurança dos moradores, os decretos mudam a vida das pessoas, que passam a tentar se adaptar ao novo horário dos mercados, do transporte publico e outras ações do cotidiano.

Até mesmo as praças, parques e espaços públicos de lazer, amplamente frequentados, tiveram suas restrições. Atualmente, com o novo decreto em vigor, algumas praças públicas foram lacradas para evitar a aglomeração de pessoas.

Agentes da Guarda Municipal e Mobilidade Urbana estão em espaços públicos para monitorar e orientar a população de que não é permitido estar nesses locais. Quem promover aglomeração em praças, Meus Campinhos e outros complexos de lazer, corre o risco de ser multado em R$500, como prevê o decreto 943/2020.

O novo decreto começou a vigorar em Maringá na quarta-feira (8/7) e tem validade de 14 dias. O documento formaliza o horário de diversas atividades, como o horário para a abertura de estabelecimentos comerciais, o que, segundo a prefeitura, diminui a transmissão de coronavírus.

Confira o que pode ou não funcionar no fim de semana em Maringá:

Sábado (11/7)

  •  Mercados, supermercados e mercearias: podem funcionar das 8 horas às 20 horas. E não podem funcionar aos domingos.
  • Casas de massas, produtos naturais, açougues, peixarias, quitandas e comércio de hortifrutigranjeiros: podem funcionar das 8 horas às 20 horas.
  • Padarias: podem funcionar das 7 horas às 20 horas com delivery até 22 horas.
  • Transporte coletivo é liberado apenas para emergência ou deslocamento de pessoas para o trabalho.
  • Pet shops: podem funcionar das 10 horas às 16 horas, somente para venda de ração ou medicamentos
  • Feira do Produtor: (WD) vai funcionar das 6 horas às 11 horas.

Domingo (12/7) – Apenas delivery

  • Açougues, quitandas, peixarias, casas de massas, padarias e similares: podem funcionar até as 13 horas, sendo proibida a retirada no balcão.
  • Transporte coletivo: é liberado apenas para emergência ou deslocamento de pessoas para o trabalho.

O que não pode funcionar no fim de semana

  • Salão de beleza e barbearia
  • Comércio varejista
  • Shoppings
  • Construção civil e indústria, exceto em caso de produtos que podem estragar se o funcionamento for interrompido
  • Casas noturnas, pubs, lounges, tabacarias, boates e similares
  • Bares, restaurantes, petiscarias, lanchonetes, sorveterias, açaí, cachorro quente, ambulantes, confeitarias e food trucks.