Boletim desta segunda-feira indica 8 novos casos de coronavírus em Maringá e 201 pacientes recuperados

Por: - 1 de junho de 2020
São oito novos casos de coronavírus em um dia em Maringá

Boletim divulgado pela Prefeitura de Maringá nesta segunda-feira (1/6) confirmou oito novos casos de coronavírus na cidade. Agora, são 379 casos confirmados, dos quais 201 estão recuperados da doença. No sábado (30/5), Maringá registrou duas mortes em decorrência da doença, totalizando oito óbitos.

Os novos casos se referem a três mulheres, entre 27 e 49 anos, e cinco homens, entre 20 e 57 anos. Nenhuma criança foi registrada com coronavírus nesta segunda-feira.

A taxa de ocupação hospitalar geral nos leitos de enfermaria é de 50,4%, nos leitos de UTI adulta é 58,8% e na UTI neonatal/pediátrica de 62,7%. As informações são referentes aos leitos SUS e da rede privada.

Nos leitos exclusivos para Covid-19 na rede pública, a taxa de ocupação na enfermaria é 14,7%, nos leitos de UTI adulta é 28,9% e na UTI neonatal/pediátrica não há pacientes com coronavírus.

Características e comportamento do coronavírus em Maringá

Segundo o último boletim semanal sobre o coronavírus, a taxa de isolamento em maringá está em 35,5%. De acordo com a Secretaria de Saúde de Maringá, o ideal seria que a taxa estivesse em 60%.

Levando em consideração os casos positivos, no período de 16 de março a 28 de maio, 32,4% dos casos confirmados em Maringá foram de pessoas assintomáticas, ou seja, pacientes que não apresentaram nenhum sintoma. A maioria dos pacientes que não apresentaram sintomas está na faixa etária de 38 a 59 anos.

Apesar da maioria dos casos ainda se concentrar na área central, as notificações têm aumentado com maior intensidade nas áreas norte e sul de Maringá. As regiões com maior incidência de casos confirmados são: Zona 7, com 42 casos confirmados, Zona 6, Zona Sul, Aclimação e Pinheiros, 79 casos.

Dos casos positivos para coronavírus, 56,4% são mulheres e 43,5% homens, o que aponta aumento de 42 casos entre as mulheres. O boletim também aponta as profissões das pessoas infectadas. Profissionais administrativos, da saúde e empresários comerciantes foram os mais infectados.

O boletim ainda indica que o tempo de duplicação do número de notificações é de 24 dias. Em março, a duplicação ocorria a cada 4 dias.

“O resultado é reflexo das medidas de contenção que o município adotou por meio de decretos municipais, o que ressalta a importância da manutenção no distanciamento social e diminuição do fluxo entre as pessoas”, explica o secretário de Saúde, Jair Biatto.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.