Por causa do coronavírus, 9ª Parada LGBT de Maringá é adiada para outubro

Por: - 30 de abril de 2020
Parada LGBT de Maringá reuniu cerca de 8 mil pessoas no ano passado / Reprodução Facebook Parada LGBT de Maringá

A 9ª Parada LGBT de Maringá foi adiada para o dia 18 de outubro. A diretoria da Associação Maringaense de Lésbicas, Gays, Bissexuais Travestis e Transexuais (AMLGBT), responsável pela organização do evento, decidiu alterar a data pelo risco de disseminação do coronavírus. O evento estava previsto para ocorrer em 17 de maio.

É a primeira vez que a Parada LGBT de Maringá não ocorre na semana do dia 17 de maio, dia mundial de combate a LGBTfobia. A nova data coincide com o último dia da Expoingá 2020, que tradicionalmente é realizada em maio e devido ao coronavírus também foi adiada. Apesar disso, a organização da parada não descarta a possibilidade de outra mudança na data, dependendo do comportamento do vírus.

“A data escolhida foi pra manter a tradição de realizar a parada na semana da Expoingá e que, provavelmente, até lá a pandemia deve ter passado. Mas só vamos realizar se estiver de acordo com as recomendações da Secretaria de Saúde, pois não vamos colocar ninguém em risco. Nossa preocupação é com a segurança das pessoas”, afirmou a presidente da AMLGBT, Margot Jung.

Considerada a segunda maior Parada LGBT do Paraná, o evento reuniu cerca de 8 mil pessoas em 2019. Além de moradores de Maringá, mais de 30 caravanas de cidades dos estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso e Santa Catarina participaram do ato. Neste ano, pelo menos 1,2 mil pessoas confirmaram presença no evento organizado pelo Facebook.

No ano passado, a 8ª edição do ato teve como tema “Fora Bolsonaro” e o slogan “Se fere nossa existência seremos resistência”, frase que viralizou nas redes sociais após a eleição do presidente Jair Bolsonaro. Para a 9ª edição, a diretoria da AMLGBT ainda não definiu o tema ou atrações.

“Normalmente, nossos temas são baseados nos temas das paradas mundiais e algumas vezes temas bem específicos do Brasil. Sempre aguardamos um pouco, geralmente um mês antes da parada, para definir o tema, que normalmente engloba os acontecimentos do momento”, disse Margot Jung.

A Semana Maringaense de Combate à LGBTfobia, que antecede a Parada LGBT, também será realizada em outubro. Durante a semana, são realizadas palestras e discussões sobre a temática LGBTQI+.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.