Volta às aulas nas redes estadual e municipal ocorre nesta semana em Maringá

Por: - 3 de fevereiro de 2020
Nos Cmeis e escolas municipais de Maringá, 40 mil alunos retornam às aulas na quinta-feira (6/2) / Cary Bertazzoni

O ano letivo começa na quarta-feira (5/2) na rede estadual e quinta-feira (6/2) na rede municipal em Maringá. Em algumas escolas particulares da cidade, as atividades retornaram nesta segunda-feira (3/2).

Para mais de 1 milhão de alunos matriculados na rede estadual de ensino no Paraná, o ano letivo termina em 17 de dezembro. Durante esse período, o calendário escolar prevê várias atividades para os profissionais da educação e estudantes.

Diretores, pedagogos, professores e servidores participam na segunda-feira (3/2) e terça-feira (4/2) das atividades de estudo e planejamento do ano letivo.

O calendário escolar de 2020 prevê recesso a partir do dia 6 de julho, com retorno às aulas no dia 22 de julho.

Em dezembro, para os alunos as atividades encerram no dia 17. O dia 18 é destinado para o fechamento do ano letivo e o recesso escolar inicia no dia 21 de dezembro.

Volta às aulas com mudanças no currículo escolar na rede municipal

Os 40 mil alunos da educação infantil, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) voltam às aulas na rede municipal na quinta-feira (6/2). De acordo com calendário escolar, o ano letivo de 2020 termina em 18 de dezembro.

Servidores das rede municipal participam na terça-feira (4/2) e quarta-feira (5/2) das atividades de planejamento. O recesso no meio do ano também começa em 6 de julho, com retorno no dia 22 de julho.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, 3.804 crianças não vão começar o ano letivo e ainda aguardam por vagas nos Centros de Educação Infantil (Cmeis).

O município garantiu 2.107 vagas na rede privada no ano passado por meio de chamamento público. Entre as vagas garantidas, 482 já foram ocupadas e o restante, 1.535, serão completadas no primeiro trimestre.

Para o ano letivo de 2020, o currículo escolar passou por mudanças. Alguns conteúdos de matemática foram antecipados para o 2º ano do ensino fundamental e a rede municipal incluiu o ensino religioso obrigatório para os alunos.

A Secretaria de Educação (Seduc) também pretende trabalhar no desenvolvimento de habilidades socioemocionais e com a inclusão de tecnologias, como o uso de notebooks adquiridos em 2019 para alunos dos 4º e 5º anos.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Maringá, os alunos vão receber os kits escolares com material necessário para o ano letivo e os uniformes conforme cronograma de cada instituição, a partir da segunda semana de aula.

O uniforme é composto por duas camisetas com manga, uma camiseta sem manga, duas bermudas (para os meninos), dois shorts saia (para as meninas), além de um conjunto de agasalho formado por uma jaqueta e calça. Também serão entregues meias, tênis e, pela primeira vez, sandália.

A Seduc também entregará os kits escolares que contém caixas de giz de cera, massa de modelar, pincéis, cola, apontadores, lápis de cor, grafite, estojos, réguas, tesouras, pastas, canetas, mochila de rodas e alças, agenda, garras de água e cadernos adequados às diferentes disciplinas e atividades.

Neste ano, 116 servidores assumem direção das instituições de ensino municipais no próximo biênio 2020-2021. As eleições ocorreram no ano passado e em mais de 70% das instituições havia candidato único. Entre os candidatos, 65% disputavam a reeleição e 34% eram novatos.

Entre os 116 servidores, 114 foram eleitos e dois foram indicados pela administração municipal. Em uma das escolas não teve nenhum candidato e outro nome foi indicado para o comando da creche de aplicação da Universidade Estadual de Maringá (UEM), a partir de convênio firmado em dezembro. Confira a lista completa dos diretores.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.