Projeto de Maringá é um dos vencedores do programa Educar para Transformar. Prêmio é de R$ 160 mil

Por: - 2 de janeiro de 2020

O projeto de Maringá Conhecer, acolher e semear, idealizado pelo Instituto de Mulheres Negras Enedina Alves Marques, é um dos dez ganhadores da 7ª edição do programa Educar para Transformar, chamada pública de projetos do Instituto MRV.

O projeto tem o objetivo de capacitar professores para lidar com temáticas sociais relevantes no contexto escolar, com o suporte de psicólogos (gestão de conflitos), advogados (direitos sociais) e pedagogos no processo de formação.

O Conhecer, acolher e semear vai receber capacitações em gestão, acompanhamento de sua evolução e um prêmio de R$ 160 mil para o desenvolvimento das atividades durante dois anos.

Em 2019, o programa Educar para Transformar recebeu a inscrição de 400 projetos. A ideia do Conhecer, Acolher e Semear, um dos dez ganhadores, foi iniciado no Colégio Estadual Unidade Polo, localizado no Jardim Alvorada.

“A proposta é que o projeto que construa um percurso formativo dentre os professores. Entre as temáticas propostas estão o enfrentamento ao racismo, LGBT fobia, violência contra a mulher, enfrentamento ao bullying e assuntos referentes ao suicido na adolescência”, explica a coordenadora do projeto Tayná Wienne.

Para os idealizadores do projeto de Maringá, os professores são peças chaves para a transformação social.

“Para o aluno poder ver a escola como um espaço de potência, em vez de um local que atole, que agride, o professor é peça chave, mas para isso ele precisa estar instrumentalizado”, reforça a coordenadora.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.